PUBLICIDADE

Topo

Benefícios dos alimentos

Exótico e nutritivo, cranberry ajuda na prevenção da infecção urinária

iStock
Imagem: iStock

Cecilia Felippe Nery

Colaboração para o VivaBem

10/11/2020 04h00

Resumo da notícia

  • O cranberry é um fruto originário dos Estados Unidos, Canadá e Chile
  • No Brasil, é encontrado na forma de sucos, em cápsulas ou desidratado
  • Seus benefícios vão além da prevenção das cistites (infecção urinária), ajudando na saúde bucal e do sistema digestivo

Nativo do hemisfério Norte, o cranberry é um fruto que, nos últimos anos, tornou-se conhecido no Brasil pelas suas propriedades nutritivas e benéficas, sobretudo na prevenção da cistite, um tipo de infecção urinária. No entanto, seu alcance na saúde da população vai além disso, com pesquisas e estudos constantes para determinar os possíveis benefícios para o sistema cardiovascular, sistema imunológico e como agente anticancerígeno.

O nome do fruto em inglês vem de crane berry, dado pelos colonizadores europeus. Eles perceberam que a flor lembrava o formato da cabeça, do pescoço e do bico do pássaro crane, um tipo de grou ou garça. Já no Brasil, é chamado de oxicoco, do latim oxycoccos, nome científico dessa variedade de planta.

O fruto, inicialmente branco, mas que se torna vermelho-escuro quando totalmente maduro, é muito usado na preparação de molho para acompanhar o peru assado, no Dia de Ação de Graças, nos Estados Unidos. No Brasil, seu consumo ainda é pouco, não só porque não é cultivado no país, mas também pelo preço elevado. Para comprá-lo mais facilmente, deve-se ir a lojas de produtos naturais ou em alguns supermercados, onde é encontrado na forma de sucos e polpas, seco, em pó ou ainda em cápsulas.

De acordo com a nutricionista Glaucia Rodrigues Medeiros, o cranberry é composto por vitamina C, ácidos orgânicos e alguns metabólitos secundários, como flavonoides, catequinas, antocianidinas e proantocianidinas. "Eles são responsáveis por impedir a ligação bacteriana às superfícies celulares, bloqueando a invasão de agentes patogênicos, como E. coli e Pseudomonas aeruginosa, os micro-organismos que mais causam infecções no trato urinário, principalmente em mulheres". Por isso, em geral, seu consumo está associado à prevenção de infecções no trato urinário, já que essas substâncias são capazes de impedir que bactérias se prendam na parede da bexiga.

O cranberry é, ainda fonte de fibras (pectina), ácidos (acético, ascórbico, cáprico, málico, valeriânico, cítrico), antioxidante (flavonoides) e sais minerais (magnésio, ferro, cálcio e selênio).

cranberry - iStock - iStock
Imagem: iStock

Veja a seguir os benefícios da fruta:

1. Infecções urinárias

Auxilia na prevenção e no tratamento das infecções urinárias, no caso da cistite, pois ajuda a impedir a adesão de bactérias no trato urinário.

2. Saúde estomacal

As substâncias chamadas proantocianidinas, presentes no cranberry, podem impedir a fixação da bactéria Helicobacter pylori, que causa gastrite e úlcera, na mucosa estomacal.

3. Saúde bucal

Devido a sua capacidade acidúrica e acidogênica, o cranberry pode inibir a ação do Streptococcus mutans, bactéria presente na boca e um dos principais fatores no desenvolvimento de cáries.

4. Doenças do coração

O cranberry pode reduzir os riscos de doenças cardiovasculares, por conter altos níveis de polifenois. Com ações anti-inflamatórias, essas substâncias agem prevenindo o acúmulo de plaquetas e diminuindo a pressão arterial. Além disso, contribuem para a redução do LDL (colesterol "ruim").

5. Sistema intestinal

Fonte de fibras, o cranberry auxilia também no bom funcionamento do intestino, evitando as constipações.

6. Retarda o envelhecimento

O fruto é um excelente auxiliar na prevenção do envelhecimento precoce, por ser rico em ácido ascórbico (ou vitamina C), que combate os radicais livres.

7. Gripes e resfriados

A alta concentração de vitamina C e a presença de vitamina E no cranberry contribuem para a prevenção de gripes e resfriados.

cranberry biscoito; cookie - iStock - iStock
Imagem: iStock

Benefícios em estudo

  • Um dos aspectos mais pesquisados em relação ao cranberry é sua capacidade de prevenir e tratar as infecções urinárias. Nesse sentido, um estudo de 2017, publicado no The Journal of Nutrition, mostrou que o consumo da fruta reduziu o risco de infecção urinária em 26%. O trabalho foi feito com mulheres que apresentavam um risco 50% maior de desenvolver o mal ao longo da vida, além de serem as que sofriam mais com infecções frequentes. Embora outras pesquisas estejam sendo realizadas para confirmar esses benefícios, o suco de cranberry já é indicado por muitos especialistas.
  • Avaliando os efeitos e benefícios do suco de cranberry, um estudo de 2011 verificou que o fruto diminui a oxidação lipídica e aumenta a capacidade antioxidante plasmática em mulheres com síndrome metabólica.
  • Outro estudo de 2013 comprovou que o cranberry representa uma rica fonte de bioativos fenólicos que podem contribuir para a saúde humana.
  • Uma pesquisa de 2011 constatou os efeitos benéficos do consumo de suco de cranberry na função vascular em pacientes com doença arterial coronariana.

Como consumir

O cranberry normalmente é usado em sucos, desidratado, em cápsulas ou in natura, embora seja difícil de encontrá-lo nessa forma no Brasil. Pode ser adicionado em geleias, sorvetes, tortas, bolos, biscoitos, barras de cereais, molhos e caldas. O recomendado é que se consuma 100 gramas da fruta ou duas cápsulas de 250 mg e 400 mg por dia. No caso de sucos, de 200 ml a cerca de 480 ml por dia.

Riscos

O excesso no consumo do cranberry pode causar riscos à saúde, em especial em pessoas com alergia ao ácido acetilsalicílico (aspirina) ou que usem diluidores de sangue, ou ainda que tiveram cálculo renal.

"Quero reforçar que é importante ter sempre a orientação de um médico nutrólogo, para que se faça o melhor uso dos alimentos e se obtenha todos os benefícios que ele pode oferecer, de forma correta e sem complicações", diz o médico nutrólogo Durval Ribas Filho.

Fontes: Durval Ribas Filho, endocrinologista e médico nutrólogo, presidente da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia); Glaucia Rodrigues Medeiros, nutricionista, especialista em nutrição clínica funcional e presidente da ANDF (Associação de Nutrição do Distrito Federal).

Benefícios dos alimentos