PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Ex-Goiás, conhecido como Táxi, sofre com erisipela; entenda a doença

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Bruna Alves

Do VivaBem, em São Paulo

25/09/2020 11h59

O ex-jogador do Goiás, Adelson Luiz David, conhecido como Táxi, disse em entrevista ao UOL Esporte sofrer de erisipela, uma infecção na pele causada por um tipo de bactéria. Táxi contou que a doença tem o impedido de trabalhar há quase três anos.

Ex-jogador Táxi sofre com erisipela - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Ex-jogador Táxi sofre com erisipela
Imagem: Arquivo Pessoal

Além disso, ele ainda tem duas veias entupidas no local e isso impede a ação dos medicamentos. "Meu último serviço, em uma usina, era pesado demais, ficava em pé o dia inteiro quase. Não circulava o sangue e as minhas veias entupiram. Começou a dar coceira, eu coçava, passava uma pomada, só que foi crescendo até que o trem pegou feio mesmo. Tenho que passar por um cateterismo para desentupir as duas veias", disse.

O que é erisipela?

A erisipela é uma infecção na pele que normalmente é causada pela bactéria Streptococcus pyogenes do grupo A, mas também pode ser derivada da ação da Haemophilus influenzae tipo B, entre outras. A infecção causa placas vermelhas, brilhantes, endurecidas e sensíveis na pele, com margens bem definidas.

Essas bactérias podem ser comuns da pele ou não. Pode ser que elas penetrem por alguma ferida que funciona como porta de entrada, como úlcera venosa crônica, pé de atleta, picada de insetos, ferimento cutâneo traumático e manipulação inadequada das unhas.

Quando entra, a bactéria se aloja entre a derme e o tecido celular subcutâneo, e pode acometer também os vasos linfáticos. Se não for tratada, a erisipela pode evoluir para tromboflebite, abscessos ou mesmo gangrena.

Qualquer um pode ter o problema?

De acordo com a dermatologista Tatiana Gabbi, médica do HC-FMUSP (Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), a infecção é mais comum em pessoas com problemas de circulação ou diabetes. "Nesses casos as pessoas têm defesas mais baixas", explica.

Sintomas de erisipela

Além das placas avermelhadas na pele, que incham e ficam bastante quentes, outros sintomas podem aparecer até mesmo antes, como:

  • Mal-estar;
  • Fadiga;
  • Febre;
  • Calafrios.

Como é o tratamento?

Inicialmente, o tratamento mais indicado é com antibióticos orais, como a penicilina. Também é recomendado repouso e elevação do membro afetado. Se uma grande área for afetada, pode ser necessário drenar a pele para retirada do pus.

Dá para prevenir?

Infecções por fungos (como o pé de atleta) são portas de entrada bastante comuns, por isso é importante ter medidas de higiene, como secar bem os pés.

Além disso, pessoas com diabetes precisam ter um maior controle do quadro, já que a redução da sensibilidade dos pés pode torná-los uma porta de entrada potencial para essas bactérias.

*Com informações de reportagem publicada em 02/06/2019.

Saúde