Topo

Pergunte ao VivaBem

Os melhores especialistas tiram suas dúvidas de saúde


Pergunte ao VivaBem

Quem tem anemia pode fazer exercício físico constantemente?

Pergunte VivaBem exercicios
Imagem: Fernanda Garcia/UOL VivaBem

Daniel Navas

Colaboração para o VivaBem

22/10/2019 04h00

Sim, desde que o médico tenha liberado a prática de atividades físicas e a pessoa seja bem supervisionada por um educador físico. O que acontece é que durante o exercício é necessária a distribuição de grandes quantidades de oxigênio para o corpo, principalmente para os músculos. Assim, o atleta consegue correr, saltar, driblar e chutar com mais eficiência. E o oxigênio é transportado pelo sangue somente através da hemoglobina, uma pequena proteína que fica ligada aos glóbulos vermelhos (hemácias).

É aí que se encontra o problema. Afinal de contas, a anemia se desenvolve quando a concentração de hemoglobina do sangue está baixa, em consequência da carência de um ou mais nutrientes essenciais. Com essa queda na quantidade de hemoglobina, consequentemente o transporte e a distribuição do oxigênio ficam prejudicados. Então, ao praticar uma atividade física, a pessoa com anemia vai ter uma queda no seu rendimento, além de se sentir mais cansada, mesmo quando for realizar algum tipo de esforço que já está habituada e que costuma fazer com frequência.

Existem vários tipos da doença e as mais comuns são:

  • Anemia ferropriva, que é bastante conhecida entre a população, sendo causada pela deficiência de ferro no organismo.
  • Anemia megaloblásticas, que acontece pelo déficit de vitamina B12 e ácido fólico (vitamina B9). Esse tipo de anemia pode acometer vegetarianos ou veganos que possuem uma dieta com deficiência dessas substâncias. Por isso, é indicado a procura de um nutricionista ou nutrólogo para indicar a melhor dieta para quem quer cortar totalmente do cardápio os alimentos de origem animal.

O tratamento vai depender do tipo de anemia, do perfil do paciente, dos sintomas apresentados e da avaliação laboratorial. A suplementação com ferro, além de outras vitaminas, é bastante utilizada, e a alimentação também tem um papel bastante importante. Por isso, o cardápio deve ser composto por carne vermelha, fígado, verduras de folhas escuras (chicória, brócolis, espinafre, rúcula), além de feijão, ovos, leites e derivados, e as frutas, como laranja, goiaba, morango, que são ricas em vitamina C, substância que ajudará na melhor absorção do ferro e das outras vitaminas no organismo.

É bom saber que o tratamento deve continuar a ser seguido durante aproximadamente seis meses após o exame de sangue mostrar níveis normais de ferro, de hemoglobina e das hemácias. Além disso, quando a anemia estiver curada, é importante conversar com o médico para que ele avalie se é possível liberar para todos os tipos de atividades físicas, independentemente da intensidade.

Fontes: Alan Tiago Scaglione, nutricionista da Estima Nutrição, em São Paulo e especialista em suplementação nutricional aplicada ao exercício pela USP (Universidade de São Paulo, Carlos Alberto Werutsky, médico nutrólogo e membro da diretoria da ABRAN (Associação Brasileira de Nutrologia) e Marcello Augusto César, hematologista do Hospital São Luiz, em São Paulo.

Quais são suas principais dúvidas sobre saúde do corpo e da mente? Mande um email para pergunteaovivabem@uol.com.br. Toda semana, os melhores especialistas respondem aqui no UOL VivaBem.

Podcasts do UOL
Ouça o podcast Maratona, em que especialistas e corredores falam sobre corrida. Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Pergunte ao VivaBem