PUBLICIDADE

Topo

Fernando Guerreiro

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Fica muito tempo sentado? Faça alongamentos por 5 minutos e evite problemas

Fernando Guerreiro

Fernando Guerreiro é formado em educação física e especializado em treinamento funcional. Atleta amador, já completou ultramaratonas e triatlos, e é também head coach da We Move Brasil, equipe de treino especializada em desenvolver um estilo de vida saudável e transformador.

Colunista do VivaBem

27/03/2021 04h00

Não é de hoje que passamos muito tempo sentados. Trabalhar no computador, dirigir, estudar ou ficar vendo TV no sofá já eram tarefas que ocupavam grande parte do nosso dia a dia mesmo antes da pandemia. Mas agora, com o isolamento, para muita gente o tempo sentado na cadeira aumentou, já que não realizamos mais pequenos deslocamentos para chegar ao trabalho, ir almoçar, chegar na escola etc.

E você sabia que esse hábito de ficar o dia todo sentando pode gerar consequências negativas para sua saúde e até reduzir a sua expectativa de vida? Abaixo, vou mostrar problemas comuns que as pessoas têm ao passar muito tempo na cadeira. Depois, trago um vídeo com exercícios de alongamento e mobilidade que vão ajudar a minimizar o problema. Eles podem ser feitos naquele intervalo de 5 minutos entre uma reunião ou outra ou na pausa para o café.

1. Ganho de peso

Quanto mais você fica sentado, maior o risco de desenvolver o sedentarismo e, consequentemente, engordar. Isso porque, quanto mais tempo parado, menos calorias você gasta. Alguns especialistas ressaltam que ficar muito tempo sentado também pode baixar o metabolismo.

Quando ficamos sentados também tendemos a adotar o hábito de beliscar salgadinhos, doces e outros snacks nada saudáveis. Fique de olho para isso não acontecer e tenha em casa sempre opções nutritivas para consumir na hora da fome. Desembale menos e descasque mais.

2. Estresse muscular

Passar o dia todo com o corpo apoiado e algumas vezes até "contraído" faz com que os músculos fiquem tensos demais para compensar a má postura. Nesse caso, os músculos que mais sofrem com isso são os do trapézio, pescoço e ombros.

3. Dores na coluna

Sentado, os músculos estabilizadores do tronco e da coluna, como os do abdome e lombar, normalmente relaxam, já que o corpo está apoiado e eles não precisam trabalhar para sustentar o corpo. Isso provoca maior pressão sobre os discos vertebrais, resultando em incômodos e dores nas costas.

Além disso, ocorre também um enfraquecimento da musculatura lombar e abdominal e isso pode estar associado a quadros de dores nas costas.

4. Problemas circulatórios

A circulação fica comprometida quando estamos sentados, já que a posição dificulta o retorno sanguíneo das pernas para o coração. Isso pode trazer complicações mais sérias, como tromboses, já que o sangue é responsável pela oxigenação do corpo.

O cansaço é outra consequência da má circulação, pela dificuldade do transporte de nutrientes e hormônios via corrente sanguínea.

5. Artrite e tendinite

As articulações e tendões, principalmente de quem trabalha no computador, fazendo gestos repetitivos o dia inteiro, também podem ser afetadas. Digitar, mexer no mouse por muito tempo força a cartilagem que reveste as articulações e a compressão dos nervos na região. Você já sentiu fisgadas ou uma sensação de que suas articulações estão travando?

Aposte nestes exercícios para minimizar o problema

No vídeo abaixo —caso não consiga visualizá-lo, ele está no meu Instagram (@guerreiro.lifestyle)— ensino exercícios que você precisa só de cinco minutos para fazer e vão ajudar a minimizar os prejuízos de passar muito tempo sentado. Os exercícios ajudam a melhorar o alongamento, a mobilidade e a relaxar a musculatura. Tente realizá-los ao menos uma ou duas vezes por dia, mas o ideal mesmo, se possível, é executá-los nas pausas que você deve fazer após cada 30 minutos realizando um tarefa, como recomendei no texto da semana passada e vão ajudar a melhor seu rendimento trabalhando em casa.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL