PUBLICIDADE

Topo

Sexo

Etiqueta do ménage: saiba como aproveitar melhor o sexo a três

A influenciadora Clara Aguilar aconselha a sempre dividir a atenção para que ninguém se sinta deixado de lado - Reprodução / Instagram
A influenciadora Clara Aguilar aconselha a sempre dividir a atenção para que ninguém se sinta deixado de lado Imagem: Reprodução / Instagram

Ana Bardella

De Universa

29/01/2022 04h00

Participar de um ménage à trois pela primeira vez costuma despertar curiosidade, ansiedade e, às vezes, até preocupação sobre como se comportar durante a experiência.

Para ajudar a aproveitar melhor esse momento, conversamos com mulheres que participam do meio liberal. A seguir, elas elencam quais atitudes evitar durante o sexo a três:

1. Focar apenas em uma pessoa

A influenciadora Clara Aguilar, de 33 anos, mora em São Paulo e preza por relações livres desde que iniciou a vida afetiva. Para ela, a principal dica para participar de um ménage é não focar apenas em uma pessoa — e, sim, dividir a atenção entre os outros dois. "Se a fantasia da pessoa não for apenas observar, ser deixada de lado pode deixar uma sensação ruim", garante.

2. Não saber a orientação sexual de todos os envolvidos

Fátima Pimenta é do meio liberal há 23 anos - Acervo pessoal - Acervo pessoal
Fátima Pimenta é do meio liberal há 23 anos
Imagem: Acervo pessoal

Antes de ir para a cama, o ideal é saber a orientação sexual de cada um, para não tomar uma iniciativa errada. A dica quem dá é a promotora de eventos Fátima Pimenta, de 51 anos, do Rio de Janeiro. Ela é casada e sua primeira experiência a três aconteceu há 23 anos, com o marido e mais um homem.

Ela e o marido são heterossexuais e procuram deixar isso claro nas conversas que antecedem os encontros. "Incomoda e quebra totalmente o clima quando a pessoa parece topar e, na hora, tenta flexibilizar as interações", explica.

3. Criar um clima de competição

Outra dica de Fátima é lembrar que todos estão ali pelo mesmo motivo: dar e receber prazer. "Não deve ser uma competição entre quem faz melhor. Quando não existe essa pretensão, a vivência flui de forma bem mais natural", afirma.

4. Não dialogar sobre as expectativas

Principalmente quando a terceira pessoa chega para participar do envolvimento entre o casal, Fátima recomenda cautela. "É sempre bom ter cuidado com manifestações de carinho, como apelidos ou toques afetuosos, que muitas vezes provocam mais ciúmes do que o sexo propriamente dito. Vale a pena discutir antes o que cada um se sente confortável em fazer e manter essa postura durante o encontro.

5. Demonstrar interesse só por uma das partes

Camila já passou por situações desagradáveis  - Acervo pessoal - Acervo pessoal
Camila já passou por situações desagradáveis
Imagem: Acervo pessoal

A empresária Camila Voluptas, de 38 anos, mora em São Paulo e é fundadora do "Voluptas Society", uma sociedade liberal para ajudar casais iniciantes e pessoas solteiras a ingressarem no meio. O que desagrada, tanto a ela quanto ao marido, é a falta de interesse por uma das partes.

"Já saímos com solteiros que esperavam meu parceiro virar as costas ou ir ao chuveiro para tentar se aproximar emocionalmente de mim. Também já aconteceu de uma mulher falar coisas somente no ouvido dele, o que desagradou a ambos", relata.

6. Ter pressa e não querer conhecer as pessoas

O que vai determinar se a experiência vai ser boa ou ruim é a química entre os três. Por isso a sugestão de Camila é não ter pressa e nem medo de conhecer a(s) pessoa(s).

"A ideia de que casais liberais não devem ter muita profundidade nessas relações para que não estrague o relacionamento é uma falácia. É preciso conhecer: saber do que o outro gosta, o que ele não quer e ter a liberdade de falar também. Esse é o princípio dos ménages de sucesso: ir para a cama apenas quando todos os envolvidos têm química, sem pressa para acontecer", opina.

Sexo