PUBLICIDADE

Topo

Alto Astral

Astrologia para iniciantes: conheça termos usados no dia a dia, de A a Z

Está começando? Calma que é fácil! - iStock
Está começando? Calma que é fácil! Imagem: iStock

Claudia Dias

De Universa

07/09/2021 04h00

Quem acompanha notícias e busca informações constantes sobre astrologia já está acostumado a termos que, para outras pessoas, podem parecem um idioma diferente. Aos novatos nos assuntos sobre os astros, um alento: é apenas questão de tempo para se familiarizar com os vocábulos - mesmo alguns sendo bem diferentões.

Para ajudar nesta tarefa, pedimos ao astrólogo e astrochef Caio Augusto que explicasse 23 palavras frequentes no cotidiano astrológico, a partir do alfabeto. A seguir, conheça os significados de A a Z.

Á-bê-cê astrológico

Ascendente: corresponde ao signo que surge no horizonte no exato momento do nascimento de alguém, ou seja, a cúspide (ponto de partida) da casa 1 no mapa astral. O ascendente fala sobre o corpo físico, traços da personalidade e a primeira impressão que se passa.

Biquintil: é um aspecto harmonioso entre dois planetas, que aponta para talentos criativos do indivíduo, por meio da leitura do mapa astral.

Conjunção: é quando dois corpos celestes vistos de algum lugar (normalmente, a partir da Terra) aparecem perto, um do outro, no céu.

Domicílio: diz-se quando o signo ou o planeta está em sua própria casa, ou seja, naquela que o rege. Neste caso, apresenta sua maior força, com intensidade e autoconfiança de poder. É a energia vibrando no máximo de seu potencial.

Exaltação: o termo refere-se a quando um planeta está no signo em que se expressa harmoniosamente - no caso, no signo de sua exaltação. Quando isso ocorre, as forças do planeta se potencializam, trazendo benefícios ao nativo.

Fogo: é um dos quatro elementos ligados aos signos. Está relacionado aos signos Áries, Leão e Sagitário. Os outros três elementos são o Ar (Gêmeos, Libra e Aquário), a Terra (Touro, Virgem e Capricórnio) e a Água (Câncer, Escorpião e Peixes).

Graus: cada signo ocupa 30 graus no mapa astral (cuja forma é uma roda de 360 graus). Há alteração de 1 grau a cada 4 minutos, ou seja, o ascendente muda a cada 120 minutos. Logo, um pequeno erro no horário do nascimento pode mudar totalmente o mapa de alguém

Horóscopo: reflete a posição dos planetas do zodíaco em dado momento.

Inferno astral: período de baixa de energia em que todos os signos passam uma vez ao ano. Ocorre quando faltam 30 dias exatos para se completar aniversário e algumas situações saem de "controle". Como inferno astral trata-se de revisão, nem todos as pessoas o sentem.

Juno: tradicionalmente vinculada à mitologia grega e romana, Juno é a deusa do matrimônio e da fidelidade. Transportada para o âmbito astrológico, a figura de Juno dá nome ao asteróide que representa questões relacionadas aos relacionamentos e à lealdade.

Lilith: asteróide ligado à frustração, a algo na vida que exige cuidado, é útil para que a pessoal não esteja sempre voltando pra um mesmo lugar de repetição de erros e padrões. A casa ou signo no qual Lilith se encontra no mapa natal corresponde a uma constante expectativa, que pode levar à insatisfação.

Mapa natal: é o mesmo que mapa astral e mostra a posição dos astros e dos signos do zodíaco em relação à Terra no momento do nascimento de uma determinada pessoa. Também revela potencialidades e marcos do destino pessoal.

Nodos lunares: são dois pontos matemáticos encontrados no mapa natal, que implicam em laços cármicos com o passado e aquilo que deve ser feito durante esta vida para se evoluir espiritualmente.

Ocidental: é o nome dado à astrologia baseada nos 12 meses do ano. Já a Astrologia Chinesa se baseia em um ciclo lunar de 12 anos.

Planeta: quando posicionado em um signo no mapa astral, o planeta significa a abordagem ou o modo que a pessoa usa para chegar aos seus objetivos. Já o planeta em uma casa astrológica mostra, independentemente do signo, em que setor da vida essa ação ocorre.

Quadratura: é um aspecto (ângulo) maior, cujos efeitos são mais fortes e, consequentemente, facilmente observados. É considerado um aspecto tenso, formando atritos e conflitos entre os temas e características dos planetas envolvidos. Nesse aspecto tenso, os dois planetas em quadratura têm, entre si, uma distância de 90 graus.

Retrogradação: quando um planeta entra em movimento retrógrado, representa uma parada para abastecer as energias, checar se está tudo certo e repensar os caminhos antes de seguir adiante. Na prática, a retrogradação é a redução do ritmo de movimento do planeta, dando a sensação que está indo em direção contrária, a partir do ponto de vista terrestre.

Sinastria: é o estudo de um relacionamento por meio da astrologia. É a conjugação e a comparação de dois ou mais mapas astrológicos entre si, para analisar os pontos positivos e negativos de qualquer tipo de relação.

Trígono: equivale à angulação de 120 graus entre dois planetas. Quando identificado, mostra que há uma harmonia entre essas duas energias, podendo ser utilizadas de forma harmônica na vida de alguém.

Universo: todo astrólogo baseia sua análise sobre o posicionamento dos planetas que compõem o sistema solar, bem como as movimentações de outros corpos celestes, estudando a influência de cada um deles na vida das pessoas, movendo a sincronicidade, por fim, com o Universo.

Védica: originária na Índia, a astrologia védica (chamada de Jyotisha) significa luz do conhecimento ou luz que emana dos corpos celestes. É uma ferramenta que pode ser definida como o estudo das influências que o universo e os corpos celestes têm sobre a vida humana.

Xamânico: o horóscopo xamânico foi criado baseado na ideia de que tudo na natureza faz parte de um "todo" interligado: minerais, animais, vegetais e homens, como se fossem elos de uma só corrente. Este horóscopo foi criado pelos feiticeiros norte-americanos, também conhecidos como xamãs.

Zodíaco: é uma circunferência em que estão colocados os planetas da forma como se apresentavam no céu no momento do nascimento do "assunto" estudado - que pode ser pessoa, empresa, cidade etc. É considerado o mapa astrológico de um indivíduo ou evento, na astrologia ocidental.

Alto Astral