PUBLICIDADE

Topo

Universa

Nada de tesoura: dicas para reparar as pontas duplas sem cortar os cabelos

Do liso ao crespo, as pontas duplas refletem danos causados aos fios no dia a dia - iStock
Do liso ao crespo, as pontas duplas refletem danos causados aos fios no dia a dia Imagem: iStock

Jessica Arruda

Colaboração para Universa

19/08/2021 04h00

Por mais que você cuide do seu cabelo, já percebeu que as pontas duplas insistem em aparecer? Aquele aspecto fragmentado nas extremidades dos fios aparece com o desgaste natural da fibra capilar — e piora com a exposição constante a procedimentos químicos, excesso de sol e calor, falta de hidratação e até a poluição.

Com isso, as pontas acabam se dividindo em duas, três e até mais partes. As madeixas ficam com aparência espigada, com uma textura áspera. Além daquela falsa impressão de que o cabelo demora ainda mais para crescer.

E não importa a textura ou tipo de cabelo: do liso ao crespo, as pontas duplas refletem esses danos causados aos fios no dia a dia. A boa notícia é que mesmo sem frequentar o salão durante a pandemia, é possível melhorar a aparência e até recuperar as pontas sem recorrer à tesoura.

Dicas para reparar pontas duplas
Quando o corte de cabelo não é uma opção, existem truques que podem ser facilmente realizados em casa para manter a saúde dos fios e amenizar as pontas duplas. De cuidados simples na lavagem dos cabelos até o uso de finalizadores potentes para suavizar o efeito "palha" nas extremidades.

"O ideal é tratar os cabelos frequentemente e usar bons reparadores de pontas para os fios não chegarem a esse estado. Mas se elas já estão aparecendo, é necessário aumentar a frequência de tratamento tanto diurno quanto noturno", afirma o hair stylist Michael Ribeiro. Acompanhe 6 dicas para preservar as madeixas e combater as pontas duplas:

Comece massageando o couro cabeludo - iStock - iStock
Comece massageando o couro cabeludo
Imagem: iStock

1 - Na hora do banho
Banhos muito quentes removem a oleosidade natural dos cabelos, deixando os fios ainda mais danificados. A dica é sempre lavar as madeixas em água morna e fazer o último enxágue com água fria. Outro macete está nos xampus com fórmulas hidratantes e a forma de lavar os fios: começar com a massagem do couro cabeludo e, posteriormente, enluvar o comprimento e pontas apenas com a espuma.

2 - Cuidados ao pentear
Quando os cabelos estão molhados, ficam mais frágeis e propensos à quebra -- e também ao surgimento de pontas duplas. Experimente desembaraçar os fios apenas com os dedos embaixo do chuveiro e esperar os cabelos secarem um pouco antes de usar o pente ou escova específica.

"Além disso, é importante que você cuide na direção na hora de desembaraçar. Comece sempre das pontas para a raiz e nunca o contrário. Assim você não puxa todos os nós para as pontas e evita as tão indesejadas pontas duplas", completa a cabeleireira Gue Oliveira.

Deixe os fios secarem naturalmente - Getty Images - Getty Images
Deixe os fios secarem naturalmente
Imagem: Getty Images

3 - Secagem leve
A maneira como você seca os cabelos também pode prejudicar as extremidades dos fios. O atrito ao esfregar a toalha contribui com o surgimento de frizz e, ainda, de pontas duplas. Na dúvida, eleja uma fralda macia ou itens de microfibra, tirando o excesso de água de baixo para cima.

Evite o uso frequente de secadores, pranchas e babyliss, ainda mais com o cabelo molhado. Sempre que possível, deixe os fios secarem naturalmente.

4 - Proteção extra
Produtos como o leave-in e o reparador de pontas são aliados nos cuidados com os cabelos para evitar as pontas duplas. Assim como itens com proteção solar. "Os finalizadores devem ser usados com frequência, mas sempre em pouca quantidade para não pesar", indica Michael Ribeiro.

Para quem não consegue ficar sem secador ou chapinha, utilizar proteção térmica antes de usar estes acessórios é fundamental para que o excesso de calor não prejudique ainda mais a estrutura dos fios.

Óleos têm alto poder de hidratação - Getty Images - Getty Images
Óleos têm alto poder de hidratação
Imagem: Getty Images

5 - Umectação noturna
Pontas ressecadas precisam de nutrientes para reparar as cutículas, que compõem a camada mais externa dos fios. O ideal é aplicar óleos como de argan, abacate ou linhaça nos cabelos secos antes de dormir. No dia seguinte, basta lavar os fios e remover os óleos para perceber pontas seladas, macias e hidratadas.

"Recomendo sempre a umectação noturna com óleo e proteína. É um tratamento que não toma tempo e não atrapalha a rotina, mesmo de quem vive na correria e não consegue ter os cuidados mais básicos", acredita Gue.

6 - Hidratação periódica
A hidratação semanal serve para repor água e nutrientes aos fios. Para restaurar a fibra capilar, nada melhor que máscaras (ou misturinhas) à base de ingredientes como vitaminas A e E, além de pantenol. Para potencializar o efeito da hidratação, nada como a velha e boa touca para reter o calor úmido que abre as cutículas dos fios, facilitando assim a penetração dos ativos que combatem o ressecamento e as pontas duplas.

A especialista Gue Oliveira ressalta que os cabelos devem ser cortados com frequência: madeixas com química, que têm as pontas mais porosas, entre dois a quatro meses, e os fios naturais de quatro e quatro meses — mesmo que seja para retirar o mínimo possível do excesso de pontas duplas.

Nesses casos, para não remover o comprimento, pode ser feito o corte bordado, também conhecido como hair dusting. Funciona bem para todos os tipos de cabelos e consiste em recortar levemente com a tesoura (ou máquina específica) as pontinhas arrepiadas sem mexer na extensão ou volume dos fios.

Universa