PUBLICIDADE

Topo

Moda

Quem é Rebeca Dantas, a stylist por trás dos looks de Juliette

Estilo de Juliette vai do básico ao sexy, conta a responsável pelas combinações - Reprodução/Instagram
Estilo de Juliette vai do básico ao sexy, conta a responsável pelas combinações Imagem: Reprodução/Instagram

Jessica Arruda

Colaboração para Universa

09/07/2021 04h00

Quem não se lembra das combinações versáteis que Juliette Freire usou no BBB 21? Ou dos looks que viram objetos de desejo toda vez que ela posta nas redes sociais? Todas essas produções foram escolhidas pela paraibana com a ajuda de uma amiga que também viu a carreira despontar durante (e depois) do reality show.

É a designer de moda e stylist Rebeca Dantas quem auxilia Juliette na escolha dos looks do dia a dia. Composições que são a cara da maquiadora, mas com um toque fashionista que eleva as produções a outro patamar — e faz de Juliette Freire um verdadeiro ícone da moda nacional.

"Juliette foi a primeira famosa que eu produzi. Se meu dia a dia antes era muito movimentado, hoje se intensificou ainda mais. Depois que Juliette saiu campeã do BBB 21, devido às aparições e lives, estou a todo vapor, sempre trazendo looks que preservam sua identidade e dentro do que ela gosta mesmo de vestir", afirma a stylist.

Juliette - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Juliette, em look com styling de Rebeca Dantas
Imagem: Reprodução/Instagram

Do meigo ao sexy
O estilo de Juliette Freire, conta Rebeca, transita entre a personalidade de várias mulheres: desde a mais doce e romântica que adora rendas, babados e florais até aquela poderosa e sensual, que abusa do corselet, adora blusas cropped e, é claro, o batom vermelho. Para os looks da queridinha dos cactos, Rebeca busca agregar informações de cenários, iluminação e cores para selecionar roupas e acessórios que privilegiam a imagem pessoal de Juliette.

"Conheço o corpo dela, sei do que ela gosta. Preservo a cartela de cores dela, o 'inverno frio', e a partir daí criamos opções que respeitam o estilo dela", conta. Para tanto, Rebeca acabou priorizando looks de estilistas brasileiros, trazendo também referências que lembram a identidade nordestina.

Até o chapéu de couro, que remete ao cangaço, apareceu todo bordado na cabeça da rainha dos cactos. "Na live com Elba [Ramalho], trabalhamos com influências típicas do Nordeste em um look junino, com cara de São João, mas ao mesmo tempo moderno e lúdico".

A vida antes do furacão
O universo fashion inspira Rebeca praticamente desde o dia em que ela nasceu. Em 1985, sua mãe, Auxiliadora, abriu as portas de casa para vender roupas multimarcas. A butique ficava no próprio quintal, no bairro do Tambauzinho em João Pessoa - e ficou conhecida como a loja da "casa do portão verde".

Fazia sucesso entre as clientes por levar à Paraíba roupas e acessórios de estilista brasileiros, do eixo Belo Horizonte-São Paulo-Rio de Janeiro. Somente em 2000 que a loja ganhou espaço próprio na região de Manaira e também um nome: Maison A.

Nesta época, Rebeca era adolescente e já sabia o que queria fazer da vida: trabalhar com moda. Aos 18 anos, se juntou à mãe para auxiliar na loja. Logo depois, cursou Design de Moda na UniPê da capital paraibana e não parou mais.

E entre um trabalho e outro, há seis anos, conheceu Juliette Freire. "Como ela é maquiadora e eu trabalho com produção de moda aqui na cidade, nos encontramos diversas vezes em backstage, assinávamos campanhas e editoriais juntas e também temos o mesmo círculo de amizades", recorda.

Efeito Juliette
Foi para Rebeca que a campeã do BBB 21 pediu ajuda para arrumar as malas antes de seguir o sonho de participar do reality. A ideia era compor looks práticos, com peças básicas que pudessem se transformar em diversas produções dentro do programa. "Foi o caso da camisa branca, que a Juliette conseguiu fazer três produções lindas, ou do blazer que rendeu looks para o dia e noite", conta.

Depois que a paraibana saiu do reality show, Rebeca viu suas produções virarem sucesso de vendas graças ao "Efeito Juliette". Do macacão de paetês, escolhido para a final do BBB 21, ao vestido nude com pegada artesanal para a live com Gilberto Gil: os modelitos usados por Juliette Freire viram febre e se esgotam rapidamente nas lojas.

"Acredito que o look de mais sucesso tenha sido a sobreposição de top preto com camisa branca que ela usou no programa. Já as roupas mais procuradas na loja foram o vestido tie-dye, que confere uma imagem de meiga e doce, e o corselet branco que ela usava no BBB com calça jeans e transmitia ainda mais poder", explica.

Da correria de acompanhar Juliette de perto, Rebeca Dantas afirma que a maior dificuldade hoje é ficar longe da família. "O que me incentiva é o amor que eu tenho pela moda, de trabalhar neste mundo de backstage, de produção, que sempre fez parte da minha vida".

Moda