PUBLICIDADE

Topo

Violência contra a mulher

Homem é flagrado espancando mulher com socos na Bahia; polícia investiga

Alexandre Santos

Colaboração para Universa, em Salvador (BA)

14/10/2020 22h19

A Polícia Civil da Bahia procura um homem identificado como Carlos Samuel Freitas Costa Filho, 33, que foi flagrado espancando uma mulher na cidade de Ilhéus, no sul do estado. As cenas de violência foram registradas por pessoas que estavam na janela de um prédio, no bairro Nelson Costa.

Na filmagem, que começou a circular hoje nas redes sociais, a mulher alvo das agressões aparece encostada em um carro. Ela pede repetidas vezes que o homem deixe o local.

"Me solte, vá embora. Você acha que é amigo de polícia. Vou dar queixa de você aqui. Minha boca está do jeito que está", diz a vítima.

Em seguida, o homem olha para o edifício e diz para uma moradora que o filma com um celular: "Ei, você aí, cadê o cara que você falou que vai descer pra mim? Cadê ele? Mande ele descer, que eu quero ver".

Ele, então, permanece ao lado da mulher, que chora e volta a pedir que ele saia dali. O homem, por sua vez, a encurrala contra o veículo e faz menção de beijá-la.

"Acabou, desencosta de mim. Pegue sua moto e vá embora. Eu vou dar uma queixa de você", repete a mulher.

Neste momento, Carlos surpreende a vítima e desfere uma sequência de socos em seu rosto. Enquanto isso, os moradores que testemunharam o ato pedem, sem sucesso, que ele pare de bater na mulher.

Depois das agressões, Carlos Samuel sai andando normalmente pela rua deserta, sob xingamentos das pessoas do edifício.

Mulher é espancada por homem na cidade de Ilhéus, na Bahia - Reprodução/Montagem - Reprodução/Montagem
Mulher é espancada por homem na cidade de Ilhéus, na Bahia
Imagem: Reprodução/Montagem

DEAM investiga

Para Universa, a assessoria da Polícia Civil informou que caso é investigado pela DEAM (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher), que tomou conhecimento do episódio após repercussão do vídeo.

A unidade, no entanto, está apurando o dia em que as agressões ocorreram e qual seria a relação do autor com a vítima. Até a publicação da reportagem, a mulher ainda não havia registrado boletim de ocorrência na unidade.

Segundo a DEAM, Carlos Samuel tem ao menos oito registros policiais por agressões a mulheres. Ele também já esteve preso por outros crimes, dentre os quais o de ameaças de morte.

A reportagem não conseguiu localizar a defesa do agressor.

Violência contra a mulher