PUBLICIDADE

Topo

Mulheres inspiradoras

"Time" elege deputada argentina pró-aborto legal uma líder da nova geração

A deputada argentina Ofelia Fernández - Reprodução/Instagram
A deputada argentina Ofelia Fernández Imagem: Reprodução/Instagram

De Universa

10/10/2020 16h01

A revista americana "Time" divulgou a lista Líderes da Nova Geração, em que elenca dez pessoas, de diferentes países do mundo, que têm se destacado na política, nos negócios, na cultura, na ciência e nos esportes. No ano passado, uma das eleitas foi a cantora Pabllo Vittar.

Na mais recente publicação, divulgada na sexta-feira (9), não há nenhum brasileiro, mas uma personalidade de um país vizinho. Trata-se de Ofelia Fernández, a deputada mais jovem da América Latina, que, aos 20 anos, ocupa a vaga na capital da Argentina, Buenos Aires.

Ofelia é exaltada pela "Time" como um ícone da chamada "onda verde", o movimento de mulheres argentinas pela legalização dos serviços de interrupção de gravidez. "Em 2018, enquanto o Congresso da Argentina debatia um projeto de lei para legalizar o aborto, Fernández chamou a atenção de uma sala cheia de legisladores por não darem ouvidos à sua geração", diz a revista. "Somos nós que fazemos aborto, e agora cabe a vocês nos dar o direito de decidir", disse ela na época.

A jovem é ativista desde os 12 anos e aceitou o convite da coligação Frente de Todos para concorrer às eleições. "Eu não queria ser responsável por ver mudanças deixando de acontecer. Para que continuem atrasando as ações que os jovens estão reivindicando sobre o meio ambiente, sobre o feminismo ", disse a "Time".

Logo após ser eleita, Ofelia conversou com Universa, em entrevista publicada em novembro de 2019. Além do aborto, também disse defender o maior acesso à educação. "Eu não sou nenhuma fada-madrinha dessas reivindicações, ou seja, não vou lá resolver tudo magicamente de maneira individual. O que me dá o amparo para pensar em transformações, especialmente nas que incomodam o poder e disputam interesses, é a existência de um movimento massivo, tenaz e que vai estar presente para apoiá-las", afirmou.

Sobre a luta em prol do acesso ao serviços de aborto legal, afirma ser um trabalho pedagógico. "Com essa luta, aprendemos que os direitos se conquistam, não se mendigam. Aprendemos que temos direito a decidir como, quando e se queremos ser mães. Aprendemos também a desarticular todos os imperativos de gênero e a colocar sobre a mesa todo um sistema de violência."

Na conversa com Universa, Ofelia também falou sobre o movimento feminista brasileiro e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). "Impressiona como a questão da ideologia de gênero foi central na campanha de Bolsonaro. Se ele nos trata como algo tão grande, não podemos nos diminuir. A demonização do feminismo é o caminho mais fácil para esse tipo de liderança porque, ao nos desqualificar, ele se exime de ter que nos enfrentar em um debate. É mais fácil nos interditar", diz a futura deputada. "Eu acredito que o movimento feminista no Brasil é hoje a grande luz no fim do túnel."

Mulheres inspiradoras