PUBLICIDADE

Topo

Mães e filhos

Sabrina Petraglia fala de descoberta da gravidez: 'Até fiz teste da covid'

A atriz Sabrina Petraglia está grávida pela segunda vez - Reprodução/Instagram
A atriz Sabrina Petraglia está grávida pela segunda vez Imagem: Reprodução/Instagram

De Universa

28/08/2020 20h06

Sabrina Petraglia contou que recebeu com surpresa a notícia de sua segunda gravidez, um ano depois do nascimento de Gael, seu primeiro filho. Antes de saber, ela até chegou a fazer teste de covid-19 quando passou mal no começo da gestação.

"Quando eu tive o Gael, o Ramón me disse que queria ter mais um filho. No entanto, nós pensávamos nisso quando o Gael tivesse dois anos ou três. Só que depois do parto, eu não tomei nenhum remédio para não impactar a amamentação. Eu fazia uma tabelinha rigorosa e eu tinha na cabeça que por estar amamentando, eu não engravidaria', contou a atriz em entrevista para a revista Crescer.

Atualmente, ela interpreta Micaela na novela "Salve-se Quem Puder", que voltou a ser gravada no início de agosto, após a pausa devido à pandemia do coronavírus.

"No dia do aniversário do Gael, comecei a passar muito mal, tinha calafrios, até fiz o teste da covid, mas deu negativo. Então, o Ramón olhou para mim e disse "você está grávida". Não acreditei, não era possível. Ele pediu um teste na farmácia para entregar, eu não queria fazer. Demorei dois dias para fazer, quando deu positivo, não acreditei. Fiquei em choque, voltei e comecei a chorar. Ele ficou todo feliz. Fiquei chocada, com medo e preocupada com o trabalho, porque eu estava gravando a novela. Mas, todo muito foi muito legal comigo", disse.

Nesta semana, a atriz revelou em suas redes sociais estar esperando uma menina, que irá se chamar Maya. Ela está com 21 semanas de gestação.

Bem-vinda minha menina Maya!

A post shared by Sabrina Petraglia (@sabrinapetraglia) on

Em maio do ano passado, Sabrina deu à luz Gael, que nasceu com apenas 34 semanas.

"Eu me preparei para tudo, menos para ser uma mãe de UTI. Parecia que eu tinha ido para um submundo. Minha bolsa rompeu e eu comecei a perder um pouco de líquido, mas pensei que não estava na hora, porque não era muito. Fui para a minha consulta e a médica examinou e estava tudo normal. Mesmo assim, ela pediu para fazer um exame para ver se a água era um tipo de corrimento ou líquido amniótico. Fiz o exame e realmente era a bolsa, ela tinha um pequeno furo e estava vazando água. Internei e no mesmo momento tomei a injeção de cortisona para acelerar o processo de formação do pulmão do bebê. Como tinha um risco de infecção, eu precisei entrar em trabalho de parto. Tentei o normal, mas como o batimento cardíaco do bebê estava muito baixo, precisei fazer uma cesárea de emergência. Foi um susto, ele nasceu sem respirar, estava bem roxinho e foi direto para a UTI", relatou.

Após o susto, ela ainda teve dificuldade para amamentar o bebê. "Eu fiquei arrasada, nós ficamos 19 dias na UTI. Foram dias que mudaram minha vida. O meu relacionamento com o Ramón foi para outro patamar, nós nos unimos de um jeito muito forte. Nenhum momento, ele me culpou. Uma das principais dificuldades que tive foi com a amamentação. Foi um episódio terrível, eu quase não amamentei, porque na UTI foi muito difícil, quase não descia leite. Só desceu quando peguei o Gael pela primeira vez no colo. Quando ele fez 10 dias na UTI, eu disse que queria pegar meu filho no colo pelo menos cinco minutos. Eu o peguei no colo e me acalmei. E mesmo com sonda, ele mamou e meu leite começou a descer".

Mães e filhos