PUBLICIDADE

Topo

Beleza

L'Oréal define metas para ser completamente sustentável até 2030

08.05.2020 - Logo da L"Oréal em loja em Nova York (EUA) - SOPA Images/LightRocket via Getty Images
08.05.2020 - Logo da L'Oréal em loja em Nova York (EUA) Imagem: SOPA Images/LightRocket via Getty Images

De Universa, em São Paulo

25/06/2020 15h46

A L'Oréal, que é a maior companhia do ramo de cosméticos da atualidade, revelou hoje um plano para se tornar completamente sustentável até 2030. Batizado de "LOréal Para o Futuro", o documento com as metas da empresa foi repercutido pela Harper's Bazaar.

Todas as marcas administradas pela L'Oréal, incluindo a Lancôme, a Armani e a Garnier, serão afetadas pelo plano. No texto, a empresa comentou que as novas metas foram influenciadas pela pandemia do novo coronavírus, que levou todo o ramo dos cosméticos a repensar as suas formas de produção.

Algumas metas do plano são: produzir 100% dos produtos de cuidado capilar da marca com plástico reciclável até 2025; neutralizar completamente a emissão de carbono das fábricas da empresa com o uso de energias renováveis; entre outros.

Além de mudanças no processo de produção da própria L'Oréal, a empresa se comprometeu a investir em outras iniciativas de sustentabilidade. Em maio, criaram a L'Oréal Fund for Nature Regeneration, com orçamento inicial de US$ 100 milhões (R$ 534 milhões), para apoiar projetos de proteção ambiental.

"A revolução sustentável da L'Oréal está entrando em uma nova era", disse o CEO, Jean-Paul Agon, em comunicado oficial. "Os desafios enfrentados pelo nosso planeta são sem precedentes, e é essencial acelerar os nossos esforços para preservar um espaço operativo seguro para a humanidade".

"Faremos isso nas nossas operações de negócios, mas também nas nossas contribuições para sociedade como um todo. Sabemos que os maiores desafios ainda estão vindo, e a L'Oréal é fiel em sua ambição de operar dentro dos limites do planeta", completou.

Beleza