Topo

OkCupid: o melhor jeito de usar o app em que afinidade importa mais

Aplicativo de paquera mulher na celular - tommaso79/iStock
Aplicativo de paquera mulher na celular Imagem: tommaso79/iStock

Eligia Aquino Cesar

Colaboração para Universa

07/09/2019 04h00

Uma das verdades sobre aplicativos de paquera é que eles são grandes cardápios humanos, nos quais a aparência é o fator principal para que a maioria dos matches aconteça. Certo? Nem sempre. Um bom exemplo de exceção à regra é o OkCupid, app que tem como premissa unir pessoas não só com base na atração física mas também em afinidades.

Ficou curiosa para saber como ele funciona? O "Deu Match!?" te ajuda a entender melhor esse aplicativo.

Sinceridade na veia

As fotos e a biografia também são importantes no OkCupid - DMEPhotography/iStock
As fotos e a biografia também são importantes no OkCupid
Imagem: DMEPhotography/iStock

Para fazer o cadastro no app, é necessário responder a quinze perguntas, entre diversas questões aleatórias, tais como "independentemente dos seus planos o que é mais importante para você agora: amor ou sexo?"; "Gosta de discutir política?"; "Bolsonaro? Sim ou não?"; "Com que frequência você escova os dentes?". Além disso, é preciso indicar também a resposta que deseja do pretendente àquela pergunta.

Tão importante quanto a imagem

As fotos e a biografia também são importantes no aplicativo. Porém, há também a possibilidade de preencher um breve resumo com informações como altura, posicionamento político, religião, se tem filhos, bebe ou fuma maconha. É possível informar que tipo de relação a pessoa procura ali. O mais legal nessa forma de montar o perfil é que ela te ajuda a eliminar vários pretendentes que te atrairiam fisicamente, mas que, certamente, seriam descartados no bate-papo por ter pouco ou nada em comum com você --e que podem não valer a pena.

Sem vacilo

A forma como o perfil é apresentado permite ver em porcentagem a afinidade que você tem com as pessoas que aparecerem na tela, de acordo com as respostas que ambos deram no questionário. Essa funcionalidade é muito bacana, mas deve ser vista com cuidado: se você encontrar alguém que considera atraente, mas que a afinidade aponte, por exemplo 50%, entre nas respostas dadas pelo pretendente e confirme se ele é realmente tão diferente de você assim. Pode ser uma incompatibilidade causada por vocês terem optado por responder questões diferentes na hora do cadastro, por exemplo. Fica a dica!

Yes, baby!

Não há uma versão em português do aplicativo, o que causa, digamos assim, um efeito colateral na ferramenta. Por mais que seja possível contar com a ajuda da internet para traduzir tudo, é inegável que esse detalhe cria uma barreira para quem não domina a língua inglesa. Isso deixa o aplicativo mais elitizado, como acontece com o The Inner Circle, e menos plural, mesmo que a intenção não seja essa.

Funcionalidade dispensável

É possível mandar mensagem para alguém que você tenha gostado antes mesmo do match. O detalhe bizarro dessa aparente vantagem é que, se você estiver usando a versão gratuita do app, só poderá ler os recados se a pessoa cruzar seu caminho enquanto você estiver em busca de pretendentes (uma coincidência rara) ou quando o match acontecer de fato.

Versão paga ou gratuita?

Na versão gratuita, é liberado saber quantas pessoas deram like no seu perfil, ver os rostos borrados deles, mas não dá para identificá-los.

Sobre a versão paga: se você for uma pessoa curiosa, é praticamente impossível não querer assinar um dos planos que oferecem a possibilidade de ver os pretendentes que gostaram de você. Além disso, permite ver, por exemplo, se suas mensagens foram lidas e bloqueia os anúncios. Os planos disponibilizados variam de um a seis meses, com valores que vão de R$ 15,99 a R$ 31,99 ao mês.

Veredito

A proposta de aproximar pessoas não só com base no visual, mas também em afinidades é ao mesmo tempo simples e bacana. A razão pela qual mais aplicativos não fazem isso é uma incógnita. Afinal, quem nunca desencantou daquele cara pelo qual sentiu uma forte atração física ao começar uma conversa com ele após o match?

Refinando a busca, o OkCupid não só aumenta as chances de sucesso dos novos casais, mas, traz à tona algo que parecia esquecido no mundo dos aplicativos de paquera: compatibilidade de ideias é tão importante quanto atração física para que qualquer tipo de relação afetiva siga em frente.

Opinião dos usuários

"Conheci o OkCupid por meio de uma prima mais velha e gosto bastante do app. O que mais gostei nesse aplicativo é que ele não é tão baseado nas fotos, fator que me incomoda nos outros apps. Acho bacana escrever mais sobre mim e também ler mais sobre as pessoas para saber o que elas pretendem.

O que não gosto é que a pessoa pode conversar com você mesmo que não haja match com ela, mas para descobrir isso, é necessário ficar passando por vários perfis até chegar nessas mensagens. Acredito que façam isso para você pagar, mas acaba ficando desencontrado. Isso é meio chato".

Natália Amaral, 30, confeiteira

"Para mim, a principal vantagem do OkCupid é disponibilizar ferramentas que ajudam a selecionar pessoas que estão procurando as mesmas coisas que você. Um exemplo disso é o campo 'looking for', no qual é possível descrever se está procurando fazer novas amizades, relacionamentos sérios, pegação ou todos eles.

Acho ruim ter que pagar para saber quem curtiu seu perfil, mas isso acontece em outros aplicativos. O fato de ser todo em inglês pode ser considerado também um fator limitante. Não que isso impeça completamente alguém de usar o app, mas é inegável que, de certa forma, faz um recorte de público, sim".

Marcus da Silva, 28, contabilista

Deu Match!?