Topo

Sexo


Sexo

Como chegar ao orgasmo? Veja dicas para ter prazer no sexo e gozar

Especialistas mostram os passos para se chegar ao orgasmo - Getty Images/iStockphoto
Especialistas mostram os passos para se chegar ao orgasmo Imagem: Getty Images/iStockphoto

Bárbara Silveira

Colaboração para Universa

27/03/2019 04h00

Muitas mulheres não conseguem chegar ao orgasmo. De acordo com Mariana Stock, psicanalista e fundadora do Prazerela, projeto para incentivar mulheres a viver a sexualidade sem repressões, grande parte das dúvidas que ela recebe é de gente perguntando sobre como chegar ao orgasmo na penetração.

Michelle Sampaio, psicóloga e sexóloga, especialista em Sexualidade Humana pela Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), diz que o orgasmo vem de um relaxamento e de uma concentração no prazer. Como? Abaixo, selecionamos dicas que as mulheres precisam saber para gozar.

Primeira lição: saiba o que te dá prazer

Comece conhecendo seu corpo. Olhe a própria vagina com um espelho, toque-a e localize quais pontos proporcionam mais prazer. Masturbe-se, com a própria mão ou algum tipo de vibrador. Durante a masturbação, solte-se, respire calmamente, acaricie diversas partes do seu corpo, veja quais te deixam mais excitada e tente, aos poucos, contrair e relaxar a musculatura da vagina. Mas não tem regra: o que dá tesão para uma mulher pode não dar para outra.

Depois de descobrir do que gosta, diga ao parceiro

Você pode dizer de cara o que gosta ou conduzir o parceiro, colocando a mão dele nos pontos que sente prazer e escolhendo a posição. Durante a penetração, o clitóris até é estimulado, mas não é um estímulo tão direto do que o feito com a mão. Muitas mulheres têm mais facilidade de chegar ao orgasmo quando têm o clitóris estimulado pelo parceiro ou parceira --seja nas preliminares, em uma pausa da penetração ou até durante a transa. Se ele estiver penetrando e você não estiver sentindo tanto prazer, peça para que ele coloque a mão no seu clitóris ou faça isso você mesma, colocando a mão do parceiro ou usando a própria mão.

O que é o clitóris e onde ele fica?

O clitóris faz parte da vulva e seu pedaço externo pode ser facilmente encontrado. É o "botãozinho" que se localiza na região superior da vagina, no encontro do "V" dos pequenos lábios. Ao se tocar, ele é a parte mais elevada ali na região. O clitóris é muito maior do que parece e duas raízes de dez centímetros continuam para dentro da vagina.

Permita-se e sair do controle

Permita-se sentir esse prazer e ficar mais solta e relaxada durante o sexo. Muitas mulheres ficam tão preocupadas com a performance sexual e com o que o parceiro vai achar que não conseguem aproveitar. Como relata a sexóloga Carla Cecarello, grande parte das mulheres que chegam ao seu consultório com a queixa de que não consegue ter orgasmo são aquelas com o perfil mais tenso, perfeccionista e controlador. "São pessoas que não se entregam 100% a uma relação. São mulheres extremamente ligadas, cumpridoras de obrigações e de deveres e que não se entregam aos prazeres", define.

Se eu me concentrar na região da vagina, ajuda chegar ao orgasmo?

Forçar para que o orgasmo aconteça só faz com que ele não venha. O que ajuda é contrair e relaxar a musculatura da vagina, conhecida como assoalho pélvico. E, nesses momentos, você se concentrará na vagina, mas não o tempo todo. O que acontece é que, caso o assoalho pélvico esteja fraco, menor será o suporte para o clitóris e, também, menor será a sensibilidade da mulher durante a penetração, pois ela não sentirá tanto o pênis dentro da vagina --o que pode dificultar na obtenção do orgasmo.Portanto , realizar algumas contrações durante a penetração, sexo oral ou masturbação, dará aquela forcinha para gozar.

Como saber se eu tive um orgasmo?

O orgasmo é uma reação de múltiplas contrações da musculatura do assoalho pélvico. Normalmente, acontece de 3 a 15 contrações, que são associadas a um intenso prazer. Em média, o orgasmo dura dez segundos, provocando, na sequência, uma sensação de relaxamento. Algumas mulheres, no entanto, criam expectativas altas demais e acreditam que gozar envolve algum tipo de reação "sobrenatural" exagerada. Nem sempre é assim: certos orgasmos levam mesmo a gritos e gemidos de prazer e deixam o corpo todo em polvorosa, mas outros são rápidos, quentinhos (por causa das ondas de calor) ou até mesmo imperceptíveis. É bom lembrar que a resposta aos estímulos e os orgasmos nunca são do mesmo jeito, ainda que você transe sempre com a mesma pessoa.

Ao envelhecer, perco a capacidade de chegar ao orgasmo?

Não, com o passar dos anos, o clitóris não perde sua inervação. O que pode acontecer é que, por causa das alterações hormonais provocadas pela menopausa, a mulher perca a lubrificação. Mas essa questão pode ser contornada com o uso de lubrificantes comuns ou de pomadas tópicas, conhecidas como creme de estrogênio, que ajudam a estimular a secreção vaginal de mulheres na pós-menopausa.

E se mesmo depois de seguir as recomendações não tiver um orgasmo?

São raras as vezes em que uma mulher que não sente orgasmo tem um problema físico, já que o corpo dela é preparado para ter o orgasmo. A ausência de orgasmo, chamada de anorgasmia, é uma disfunção sexual essencialmente de fundo psicológico. O tratamento recomendado, na maior parte dos casos, é a psicoterapia. Para algumas pacientes, é indicado a fisioterapia, para que ela conheça mais o corpo e a região da vagina.

Fontes: sexóloga Carla Cecarello; a ginecologista Flávia Fairbanks, que participa do ProSex (Projeto Sexualidade), serviço do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e Lívia Bentes, fisioterapeuta do Projeto Afrodite da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo)