PUBLICIDADE

Topo

Se Conselho Fosse Bom

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

'Meu namorado cuida mais do filho e da ex do que de mim'

Noel Hendrickson/Getty Images
Imagem: Noel Hendrickson/Getty Images
Karin Hueck

Karin Hueck é jornalista e escritora. Foi editora da revista "Superinteressante", colaborou para alguns dos maiores veículos do Brasil e tem 5 livros publicados. "Se conselho fosse bom" é uma coluna de conselhos sentimentais, existenciais e práticos. Está com problemas no trabalho? Sua família te enlouquece? Não sabe se casa ou compra uma bicicleta? Mande as suas dúvidas para o se.conselho.fosse.bom@bol.com.br As respostas são 100% anônimas

Colunista de Universa

17/07/2021 04h00

Bom dia, gostaria de um conselho sobre um relacionamento que tenho há uns 5 anos. Conheci um homem muito bom e nos envolvemos, mas ele já veio separado de uma família anterior com um filho de 5 anos. Enfim, engatamos o relacionamento e fomos morar juntos durante 5 anos. A ex dele sempre ficava atrás por conta da criança. Após esse período, a esposa anterior tentou um novo relacionamento e engravidou. Mas, por fatalidade do destino, esse novo amor sofreu um grave acidente e veio a falecer. Meu namorado, com pena da moça, por estar sozinha e com 2 filhos, resolveu voltar para uma casa próxima a dela e ajudá-la a criar os 2 meninos. Mantendo a nossa relação, mas com eles em paralelo. Mas, infelizmente, não estou feliz em caminhar ao lado deste homem com tanta responsabilidade (filhos e ex), e resolvi me afastar por que não temos privacidade. A mulher fica o tempo todo atrás dele, super dependente, financeira e emocionalmente. O tempo todo com a criança atrás dele, no trabalho dele, na casa. Fico muito desconfortável com essa situação. Será que ele se sente em dívida com esta moça? Eu sei que ele está apaixonado pela criança dela, se sentindo pai novamente. Gosto muito dele, temos uma sintonia sexual muito boa, mas às vezes me pego triste com essa escolha que ele fez de carregar essa moça com seus filhos. O que devo fazer? deixa-lo seguir?
- Eu quero paz

- Cara eu quero paz
Esse é o tipo de situação em que ninguém está completamente certo nem errado. O seu namorado parece ser um cara decente, responsável. Ele não tem nenhuma obrigação de cuidar da ex e do novo filho dela - mas entende que cuidar da mãe do filho dele é também um jeito de garantir segurança e afeto para a própria criança. Pode ser que ele esteja emocionalmente envolvido com a ex também? Pode, claro - e isso já não é tão decente assim. Já da sua parte, acho que poderia haver mais compreensão. Você se apaixonou por um homem que tem uma criança para criar e isso é inegociável - esse filho agora vai também ser parte da sua vida. É óbvio que ele vai manter contato com a antiga esposa. Implicar com o fato da criança estar sempre presente torna você a "madrasta má", sim. Isso quer dizer que você precisa conviver com a ex o tempo todo? Claro que não. O que o seu namorado precisa fazer é delimitar os espaços: deixar claro que a relação dele é com o filho, que a ex não pode depender dele emocionalmente e que vocês precisam de privacidade. Se isso não acontecer, você tem todo o direito de querer procurar alguém que te priorize.

O meu namorado tem 29 anos e mentiu para mim dizendo-me que tinha 20. Descobri há dias e ainda não lhe disse nada! Devo contar? Outro assunto: eu havia ouvido que ele me traía, então enviei uma mensagem para ele para terminarmos. Mas ele ficou duas semanas sem responder. Depois me procurou dizendo que não recebeu e nem viu nenhuma mensagem. Disse também que está com saudades. Assim, como o amo muito, voltamos e não toquei no assunto da mensagem até agora. Mas ele diz que gosta de mim e sempre que nos encontramos diz que sentiu a minha falta!
- Eu quis dizer, você não quis escutar

- Cara eu quis dizer, você não quis escutar
E o Oscar de pior comunicação entre dois seres humanos vai para?. vocês! Eu tenho tantas perguntas sobre todas essas coisas que te aconteceram (Por que você não falou que descobriu a idade dele? Quem são essas pessoas que juram que ele te trai? Vocês são namorados que ficam duas semanas sem se ver nem se falar? Como que seu namorado não sabe que você terminou com ele, depois perdoou uma traição especulativa e depois voltou com ele?), mas acho que é melhor focar na solução: fale com ele. Fale com ele. Fale com ele. Todas as suas crises poderiam ter sido evitadas - e resolvidas - se apenas você o chamasse para uma conversa. Ele não é seu namorado? Você não o "ama muito"? 70% de um relacionamento é o que vocês falam um para o outro. Não tem como fugir disso.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL