PUBLICIDADE

Topo

Se Conselho Fosse Bom

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

"Devo ajudar a minha irmã ou encontrar meu namorado que não vejo há meses?"

Karin Hueck

Karin Hueck é jornalista e escritora. Foi editora da revista "Superinteressante", colaborou para alguns dos maiores veículos do Brasil e tem 5 livros publicados. "Se conselho fosse bom" é uma coluna de conselhos sentimentais, existenciais e práticos. Está com problemas no trabalho? Sua família te enlouquece? Não sabe se casa ou compra uma bicicleta? Mande as suas dúvidas para o se.conselho.fosse.bom@bol.com.br As respostas são 100% anônimas

Colunista do UOL

02/04/2021 04h00

A minha sobrinha vai nascer e minha irmã me ligou perguntando se dava pra eu ir pra casa dela ajudar nas tarefas de casa. No momento, estou em outra cidade, longe do meu namorado e minha irmã mora em outro estado. Eu já estou há quase dois meses longe do meu namorado, porque vim ficar com meus pais por um tempo. Eu amo tanto ele, ele me ama também e me faz sentir a mulher mais amada do mundo. Ele me trata de um jeito que ninguém nunca me tratou ou cuidou de mim, mas fala que não acredita em namoro à distância. Então fica um pouco complicado, porque eu fico em cima do muro. Preciso dar uma resposta pra minha irmã e, se eu escolher viajar, eu vou ficar feliz, mas vou sofrer muito porque vou ter que terminar com ele.
- Muitas formas de amor

- Cara muitas formas de amor
Eu acho que você deveria ver o seu namorado. Parece que você está em um relacionamento legal, amoroso que - assim como a sua família - também precisa da sua presença. Se você terminar o seu namoro por causa do pedido da sua irmã, é possível que você se ressinta dela, ou que você passe um bom tempo pensando em tudo que poderia ter sido. A boa notícia é que as duas opções - cuidar da sua sobrinha ou ver o homem que você ama - não são irreconciliáveis. Explique para a sua irmã que você precisa primeiro passar um tempo com o seu namorado, e que você poderá ajudá-la dentro de algumas semanas ou meses. Deixe um prazo estabelecido e negociado, e combine a sua presença com os dois. Depois mantenha o combinado. Bebês dão trabalho por muito tempo, então eu tenho certeza que a sua ajuda será bem-vinda mesmo que venha uns meses mais para frente.

Boa tarde. Eu moro com minha esposa há 2 anos, embora estejamos juntos há quase 10 anos já. Essa semana, ela veio me confessar que me traiu. Eu gosto muito dela, mas não sei o que faço porque ela quer voltar e eu me sinto mal com isso. Tenho muito medo de que aconteça de novo.
- Tem jeito?
-
Caro tem jeito
A boa notícia é que é completamente possível perdoar e superar uma traição em um relacionamento, se for essa a sua escolha. Isso não quer dizer, porém, que vai ser algo que vai se resolver de uma hora para a outra. O objetivo é que em algum momento você consiga confiar de novo nela, sem viver constantemente com medo de que ela possa te trair. Para isso, vocês dois vão precisar de paciência. Da parte dela, é muito importante que ela não tenha dúvidas de que quer ficar com você e que, pelo menos por algum tempo, fique te dando uma assistência especial: reforçando sua confiança, evitando longos períodos sem que você saiba onde ela está etc. Aos poucos, isso precisa se normalizar. Da sua parte, você deve evitar ficar jogando na cara dela o que aconteceu. Pode demorar um pouco, mas é perfeitamente fazível. Boa sorte!