PUBLICIDADE
Topo

Realme 7 5G ganha no ótimo desempenho; pena que 5G não faz diferença ainda

Traseira do celular Realme 7 5G - Guilherme Tagiaroli/Tilt
Traseira do celular Realme 7 5G
Imagem: Guilherme Tagiaroli/Tilt

Guilherme Tagiaroli

De Tilt, em São Paulo

07/07/2021 04h00

Depois dos aparelhos caros com 5G, vão chegando os aparelhos mais acessíveis. Motorola e Samsung já têm suas opções, e a chinesa Realme, que estreou no mercado local em janeiro desde ano, trouxe para cá o Realme 7 5G, em abril. O modelo, classificado como da gama intermediária, pode ser a entrada para muita gente na nova tecnologia de internet mais rápida.

Ele pode ser encontrado por R$ 2.599 (a Realme chegou a cobrar R$ 1.899 no período promocional de lançamento).

Utilizei o telefone nas últimas semanas e de cara é possível dizer que é uma boa opção para quem não quer pagar muito, mas deseja ter um aparelho com 5G. A única questão é que ainda não há conexão de quinta geração no Brasil (só tem o 5G DSS, um pré-5G, em alguns bairros de grandes cidades), e o leilão estabelece que a tecnologia seja obrigatória em capitais apenas em 2022.

Abaixo, as principais impressões de uso do Realme 7 5G:


Divulgação

Realme 7 5G

Preço

R$ 1.899 (promocional) R$ 2.599 Comprar
TILT
3,5 /5
ENTENDA AS NOTAS DA REDAÇÃO

Pontos Positivos

  • Traseira do celular em degradê é bem bonita
  • Está habilitado para 5G
  • Ótimo desempenho e bom processamento de gráficos de jogos

Pontos Negativos

  • É um telefone um pouco mais pesado que o comum (quase 200 gramas)
  • Processamento de foto no modo "Noite" demora quase 10 segundos
  • Vem com bloatware, softwares embarcados que são difíceis de desinstalar

Veredito

O Realme 7 5G é uma boa opção de celular de gama intermediária para quem quer entrar no mundo da quinta geração de telefonia. Infelizmente, a massificação de acesso à tecnologia só deve acontecer no próximo ano. É possível que até lá o aparelho fique mais barato.

O UOL pode receber uma parcela das vendas pelo link de compra recomendado neste conteúdo. Preços e ofertas da loja não influenciam os critérios de escolha editorial.

Por fora, o telefone da Realme é bem bacana. A traseira de plástico tem um azul em tom degradê bonito, e há o nome da marca — repare que, como as telas passaram a ocupar toda a parte frontal do aparelho, as marcas têm usado a parte de trás para fazer um "merchan".

Na lateral, há o sensor de biometria junto com o botão liga e desliga. O processo de desbloqueio é bem rápido: colocou o dedo e pimba: a tela inicial aparece.

Lateral do Realme 7 5G, onde o destaque é o botão para desbloquear o celular com biometria - Guilherme Tagiaroli/Tilt - Guilherme Tagiaroli/Tilt
Lateral do Realme 7 5G, onde o destaque é o botão para desbloquear o celular com biometria
Imagem: Guilherme Tagiaroli/Tilt

Por não estar muito acostumado com essa disposição de sensor biométrico, muitas vezes acabava tocando involuntariamente no sensor ao manusear o telefone, fazendo o celular vibrar — o incômodo disso é que sempre que sentia este sinal, eu checava se havia chegado uma notificação nova.

O Realme 7 5G é um pouco pesado. Até recentemente, estava usando o Realme 7 Pro como telefone oficial, e a diferença entre eles é de 13 gramas. Na prática, não é muito, mas senti a a mudança ao correr com os celulares no bolso. Isso atrapalhou minha experiência de uso? Não. No entanto, vir de um celular mais leve causa certa estranheza.

Uma capinha e um carregador (adaptador e cabo) são vendidos junto com o aparelho. Não vem fone de ouvido na caixa dos telefones da Realme, mas a maioria dos telefones tem entrada para áudio p2 (3,5 mm), e o carregamento é via USB-C.

Parte inferior do Realme 7 5G onde é possível ver a entrada para carregamento (USB-C) e entrada para fone de ouvido convencional - Guilherme Tagiaroli/Tilt - Guilherme Tagiaroli/Tilt
Parte inferior do Realme 7 5G onde é possível ver a entrada para carregamento (USB-C) e entrada para fone de ouvido convencional
Imagem: Guilherme Tagiaroli/Tilt

A tela é de 6,5 polegadas (16,5 cm) com resolução Full HD, o que a torna uma boa opção para ver filmes de streaming de alta qualidade.

Frente do celular Realme 7 5G - Guilherme Tagiaroli/Tilt - Guilherme Tagiaroli/Tilt
Frente do celular Realme 7 5G
Imagem: Guilherme Tagiaroli/Tilt

Minha única questão é que achei que ela não tem um brilho tão forte. Às vezes, ao usar o Realme 7 5G sob forte sol, ficava difícil ver com precisão os detalhes da tela. Isso não é um grande problema, mas considere isso, caso você utilize muito o celular nessas condições.

Até o momento, o Brasil não fez o leilão de frequências do 5G, e as operadoras estão usando uma tecnologia de transição entre a geração atual e a próxima, chamada de 5G DSS. O Realme 7 5G suporta tanto essa tecnologia de transição como as frequências que ainda serão leiloadas -- o que deve dar uma boa sobrevida ao aparelho.

Para ver o desempenho do modelo funcionando com essa prévia do 5G, tive que dar uma volta por São Paulo, pois só está disponível em alguns bairros mais chiques da cidade. Fui em frente à sede da Vivo, na Berrini (região comercial da cidade), e por lá a velocidade de download chegou a 91,8 Mbps (megabits por segundo), quase velocidade de banda larga fixa.

O 5G pós-leilão pode chegar até 1 Gbps (gigabit por segundo). Confesso que estou ansioso para saber como vai ser isso na prática. No momento, a experiência atual é esta, limitada: você acessa uma tecnologia de transição que só está disponível em determinados locais escolhidos por sua operadora.

Logo, fica difícil decidir pela compra de aparelhos 5G no Brasil considerando apenas esse critério.

No que diz respeito ao uso do telefone em si, o processador Dimension 800U, da Mediatek, junto com 8 GB de RAM dão conta do recado nas principais atividades. Não houve engasgos mesmo em jogos complexos, como o de corrida Asphalt 9. Inclusive, o celular vem com um app gerenciador chamado Espaço de Jogos, que mostra o uso da CPU e permite o bloqueio de notificações (como WhatsApp, chamadas, Facebook Messenger, entre outras) durante a jogatina.

Espaço de Jogos, do Realme 7 5G, bloqueia chamadas e mensagens durante a jogatina - Guilherme Tagiaroli/Tilt - Guilherme Tagiaroli/Tilt
Espaço de Jogos, do Realme 7 5G, bloqueia chamadas e mensagens durante a jogatina
Imagem: Guilherme Tagiaroli/Tilt

Diferentemente do Realme 7 Pro, que eu testei há alguns meses, não houve fechamento aleatório de apps, o que mostra que a companhia chinesa logo de cara melhorou a experiência das pessoas em sua interface.

O sistema embarcado no Realme 7 5G é o Android 11 com a interface gráfica SenseUI 2.0. Não há grandes problemas no visual da empresa chinesa, porém não gosto do fato de haver muito bloatware (apps já embarcados que você não consegue apagar).

Um deles é o ORoaming, um app que ajuda quem viaja a conseguir usar internet em diferentes locais. Outro do tipo é um antivírus da Avast, que também não consegui remover. Todo aplicativo baixado é antes verificado por esse sistema da empresa de segurança

Dos apps já embarcados, só é possível apagar o TikTok e o SoLoop, que permite fazer vídeos animados a partir de fotos captadas pelo celular.

Com seus 5.000 mAh, o Realme 7 5G dura um dia completo e mais um pouco. O bom é que na caixa vem um carregador de 30W, o que faz com que ele vá de 0 a 100% em pouco mais de uma hora. No nosso teste, levou uma hora e 12 minutos.

Sobre o uso diário, ele aguentou bem. Começava o dia por volta das 8h usando bastante redes sociais (WhatsApp e Instagram), fazendo duas chamadas telefônicas (sim, jornalista precisa ligar às vezes), recebendo notificações de email e jogando pelo menos uns 40 minutos de Asphalt 9, ele chegava até as 8h do dia seguinte com 20% de carga, pelo menos, aguentando até perto de meio-dia.

O Realme 7 5G tem um conjunto de câmeras decente. Na traseira, há um sensor de 48 MP, um de 8 MP e outros dois de 2 MP, somando quatro ao todo. Elas fazem um bom trabalho.

Detalhe das câmeras traseiras do celular Realme 7 5G - Guilherme Tagiaroli/Tilt - Guilherme Tagiaroli/Tilt
Detalhe das câmeras traseiras do celular Realme 7 5G
Imagem: Guilherme Tagiaroli/Tilt

Em dias de sol, o Realme 7 Pro captura bastante detalhes tanto usando o sensor principal de 48 MP quanto a ultra-grande angular de 8 MP (que amplia o campo de visão).

Apesar de ter um bom processador, ao tirar fotos noturnas, o aplicativo de câmera da Realme demora para processar a imagem. Por tempo, estou falando de quase 10 segundos entre a captura e a opção para tirar outra foto aparecer. É necessário um pouco de paciência.

O resultado das imagens fica de acordo com o que se espera desse tipo de aparelho intermediário: imagens com qualidade aceitável, mas com alguns pontos de atenção, como luzes estouradas ou granulação em regiões muito escuras.

Fotos tiradas com o celular Realme 7 5G

Se a sua onda for tirar selfies, o sensor frontal de 16 MP é bem bom. Como a maioria dos telefones atuais, você terá filtros de embelezamento, que prometem cobrir alterar características da rosto. Se você tem pele escura, como eu, ele dará uma leve branqueada (já falamos em Tilt sobre os algoritmos racistas).

Ao tentar tirar fotos no modo retrato com o sensor frontal, notei que a inteligência artificial não cortou direito a região do meu cabelo, deixando um efeito um pouco esquisito (especificamente um ponto branco), mas no geral as imagens saem boas.

Detalhe da câmera selfie do Realme 7 5G - Guilherme Tagiaroli/Tilt - Guilherme Tagiaroli/Tilt
Detalhe da câmera selfie do Realme 7 5G
Imagem: Guilherme Tagiaroli/Tilt

Ainda que no lançamento a empresa tenha falado que o Realme 7 G era celular 5G mais barato do Brasil, o aparelho já não ocupa este posto.

Atualmente, o celular é achado em varejistas do grupo B2W (como Submarino, Americanas, entre outros), que fazem a venda oficial da Realme, por R$ 2.599. Mais baratos que ele há como opção o Galaxy A32 (R$ 2.349) e o Moto G 5G (R$ 1.789).

O que conta em favor da Realme é que ele supera os concorrentes em quesitos como memória RAM e tela, tornando-o uma boa opção para quem não quer gastar mais de R$ 3.000.

É preciso ter em mente que o 5G puro sangue mesmo só vai estar disponível um tempo depois do leilão de frequências, que deve rolar ainda no início do segundo semestre deste ano. Mesmo assim, o Realme 7 5G deve estar entre as suas opções de celulares. Ele soma mais pontos positivos do que negativos.

Especificações técnicas
  • Sistema Operacional

  • Android 10 (Android 11)

  • Dimensões

  • 162,2 mm x 75,1 mm x 9,1 mm (A x L x P); 195 gramas

  • Resistência à água

  • Não

  • Cor

  • Azul (Baltic Blue)

  • Preço

  • R$ 2.599 (na estreia tinha preço promocional de R$ 1.899)

Tela
  • Tipo

  • LCD

  • Tamanho

  • 6,5 polegadas (16,5 cm)

  • Resolução

  • FullHD (2.400 x 1.080)

Câmera
  • Câmera Frontal

  • 16 MP f/2.1

  • Câmera Traseira

  • 48 MP (principal) + 8 MP (ultra-grande angular) + 2 MP (macro) + B&W (sensor de profundidade)

Dados técnicos
  • Processador

  • MediaTek Dimensity 800U (2,4 GHz)

  • Armazenamento

  • 128 GB (expansível com cartão de memória)

  • Memória

  • 8 GB de RAM

  • Bateria

  • 5.000 mAh (com carregador de 30W)