PUBLICIDADE
Topo

E o algoritmo? Chefe do Facebook culpa sociedade por fake news de covid-19

Andrew Bosworth, vice-presidente de realidade virtual e aumentada do Facebook e futuro diretor de tecnologia da Meta - Christian Charisius/picture alliance via Getty Images
Andrew Bosworth, vice-presidente de realidade virtual e aumentada do Facebook e futuro diretor de tecnologia da Meta Imagem: Christian Charisius/picture alliance via Getty Images

Juliana Stern

Colaboração para Tilt, em São Paulo

13/12/2021 13h14

O diretor de tecnologia (CTO) do Facebook —e, a partir do ano que vem, líder também da Meta—, Andrew Bosworth, afirmou que a desinformação em relação à pandemia de covid-19 e a questões políticas são problemas sociais, e não problemas ampliados por plataformas como o Facebook.

A opinião do executivo vai contra o alerta de críticos que apontam que as redes sociais desempenharam um papel significativo nas manifestações contra a vacina pelo mundo e na disseminação de desinformação política nos últimos anos.

"Indivíduos optam por acreditar ou não em algo, são eles que optam por compartilhar ou não algo", disse Bosworth durante entrevista ao programa Axios, do canal americano HBO. "Não me sinto confortável em dizer que essas pessoas não deveria ter voz porque não gosto do que elas dizem."

A afirmação do responsável pela tecnologia da Meta —conglomerado que inclui, além do Facebook, o Instagram e o WhatsApp— foi dada quando questionado se a resistência de algumas pessoas à vacina contra covid-19 seria a mesma com ou sem a existência de mídias sociais.

Bosworth defendeu o papel do Facebook no combate à covid-19, argumentando que a Meta realizou uma das maiores campanhas do mundo para divulgar informações confiáveis.

O empresário declarou que são indivíduos que escolhem entre acreditar em informações divulgadas por amigos e familiares, mesmo que de fontes não confiáveis. "Essa é a escolha deles. Eles têm permissão para fazer isso. O problema é com essas pessoas. O problema não é com o Facebook. Não se pode colocar essa culpa em nós."

Questionado sobre se o Facebook e outras plataformas incentivam e dão credibilidade a fake news, Bosworth caracterizou o problema como algo "de demanda", e não pela quantidade de desinformação circulando nas mídias sociais.

"As pessoas querem essa informação", disse Bosworth. "Não acredito que a resposta seja negar a essas pessoas as informações que elas procuram e fazer cumprir minha vontade sobre elas. Em algum ponto, o ônus é, e deve ser, em qualquer democracia significativa, sobre o indivíduo."

Além de comandar a engenharia do algoritmo do Facebook, Bosworth tem liderado o desenvolvimento de produtos físicos da Meta, incluindo óculos de realidade virtual e aumentada. Ele assume efetivamente o cargo de CTO da Meta no ano que vem.