PUBLICIDADE
Topo

Microsoft lança Windows por streaming; entenda o que é e como vai funcionar

Microsoft
Imagem: Microsoft

Lucas Carvalho

De Tilt, em São Paulo

14/07/2021 12h00

Sem tempo, irmão

  • Windows 365 é uma versão totalmente online do sistema, acessível pelo navegador como se fosse um site
  • Com Windows 365, é possível parar o trabalho em um computador e continuar no celular ou tablet do mesmo ponto
  • Lançamento oficial é em agosto, primeiro para empresas; preços da assinatura ainda não foram divulgados

A notícia do Windows 11 ainda nem esfriou e a Microsoft já anunciou nesta quarta-feira (13) mais uma edição do sistema operacional para computadores: o Windows 365, uma versão distribuída por streaming para qualquer dispositivo com uma tela, seja um computador, um tablet ou um celular.

Ao contrário de todas as versões do Windows que usamos até hoje, o Windows 365 não é instalado na máquina, ocupando memória. Ele só existe na "nuvem" — assim como os filmes e séries da Netflix.

Interessados poderão assinar o Windows 365 a partir de 2 de agosto. Mas, a princípio, o serviço só estará disponível nos Estados Unidos. Um porta-voz da Microsoft afirmou a Tilt que a empresa está trabalhando para lançá-lo também no Brasil "algum tempo após o lançamento". Os preços e opções de assinatura ainda não foram divulgados.

O que tem de diferente

No Windows 365, tudo que você faz no PC, como navegar nas redes sociais, trabalhar, editar imagens, ver vídeos etc, fica salvo em servidores online. Você pode parar de usar em um computador e continuar exatamente de onde parou no celular ou no tablet, por exemplo. Mesmos programas, arquivos e até a posição do cursor do mouse ficam salvos, segundo a empresa.

O Windows 365 é uma oferta semelhante ao Office 365, pacote que oferece todos os programas de produtividade da Microsoft, como Word, Excel e PowerPoint, pela internet, acessível pelo navegador, mediante uma assinatura mensal ou anual.

Como vai funcionar

Ao adquirir sua assinatura do Windows 365, você poderá selecionar as configurações do seu PC virtual: a velocidade de processamento, o espaço de armazenamento e quantos aparelhos serão usados para acessar sua conta. Dependendo da configuração que você escolher, o preço muda.

O visual e os recursos do sistema podem ser os mesmos do Windows 10 ou do Windows 11, quando este último estiver disponível — os primeiros PCs com Windows 11 devem começar a ser vendidos até o fim do ano, mas a atualização dos PCs atuais deve começar ano que vem.

A partir daí, você poderá acessar o Windows 365 por um aplicativo ou através do navegador, como o Google Chrome ou o Microsoft Edge, como se fosse um site.

Windows 365 - Microsoft - Microsoft
Windows 365 fica instalado na nuvem e pode ser acessado como se fosse um site
Imagem: Microsoft

O sistema "de verdade" fica instalado nos servidores da Microsoft espalhados pelo mundo, sem ocupar memória da sua máquina. É o que, em tecnologia, chamamos de "nuvem": uma plataforma acessível instantaneamente de qualquer lugar pela internet.

A Microsoft afirmou que o Windows 365 poderá ser acessado por tablets e celulares com Android e também através do iPad, o tablet da Apple. Mas não informou se o iPhone ou os Macs poderão também utilizar o novo serviço.

Ainda segundo a empresa, o lançamento vai rodar os apps da própria Microsoft, como o Word, Excel e o navegador Edge, e também programas de outras empresas, mas não indicou quais. Não sabemos ainda se vai dar para usar o Google Chrome nesse novo sistema virtual, por exemplo.

Para que serve?

Com mais pessoas trabalhando de casa durante a quarentena e mais empresas planejando um esquema de trabalho híbrido (parte presencial, parte remoto) para o futuro pós-pandêmico, a Microsoft diz que viu a demanda por ambientes virtuais de trabalho aumentar.

"A capacidade de trabalhar quando, como e onde for necessário tornou-se o novo normal. Trabalhadores querem uma tecnologia familiar, fácil de usar e disponível em vários dispositivos", explicou Wangui McKelvey, gerente geral da divisão Microsoft 365 durante o evento virtual Inspire 2021, nesta quarta (14).

Além disso, os segmentos de computação em nuvem e serviços para empresas compõem a principal fonte de renda da Microsoft. No primeiro trimestre deste ano, os negócios com clientes corporativos, incluindo plataformas de nuvem, somados aos produtos e serviços por assinatura como o Office 365 e o OneDrive lhe renderam US$ 28,7 bilhões — quase 70% de toda a receita nos meses de janeiro, fevereiro e março.

O Windows 365 é apenas a mais recente aposta da Microsoft num mercado que tem se mostrado cada vez mais lucrativo. E quem não gostar da ideia de um computador que só existe na internet poderá continuar usando o Windows clássico e atualizar para o Windows 11 (se o seu PC for compatível) quando a nova versão for lançada gratuitamente.