PUBLICIDADE
Topo

Cuidado, kit falso do Boticário vira golpe de Dia das Mães no WhatsApp

Golpe do Dia das Mães com kit do Boticário volta todo ano - Estúdio Rebimboca/UOL
Golpe do Dia das Mães com kit do Boticário volta todo ano Imagem: Estúdio Rebimboca/UOL

De Tilt, em São Paulo

06/05/2021 15h58

O Dia das Mães está chegando e o velho golpe envolvendo a marca O Boticário volta a circular pelo WhatsApp. Trata-se de um falso prêmio que oferece um kit para as mães com produtos da empresa. Para conseguir o tal brinde, é necessário clicar em um link malicioso —portanto não clique!

Este é um golpe recorrente que costuma fazer milhares de vítimas todos os anos. Desta vez, a mensagem traz a frase "Olha esse pra sua mãe!" acompanhada de um link malicioso. Ao clicar, as pessoas caem em sites que roubam informações pessoais e podem instalar vírus no smartphone.

Nas outras ocasiões, O Boticário emitiu um comunicado afirmando que não faz sorteio de kits de Dia das Mães via WhatsApp e que este links representam um risco. Por ora, o único tipo de interação oficial da empresa por WhatsApp é via site oficial.

O texto em si não é problemático, a questão é o link que o acompanha. No caso deste golpe, o endereço é "follow.ru/boticário".

O link da mensagem que leva à suposta promoção pode também pedir seu CPF, nome e endereço, informações que costumam ser usadas por criminosos. Há ainda casos em que a mensagem fala para compartilhar o link com seus contatos, ajudando a viralizar o golpe.

Segundo o Dfndr Lab, especialista em segurança digital, o CPF e o nome da vítima podem ser validados na hora do golpe. Ou seja, verifica se o documento que foi incluído de fato pertence ao nome digitado, o que passa uma falsa sensação de veracidade da promoção. A suspeita é de que o cibercrimininoso por trás disso tenha acesso a um banco de dados com essas informações.

Outro fator que contribui para dar credibilidade é que foram cadastradas 3.634 lojas verdadeiras da O Boticário no golpe para que o usuário possa escolher em qual deseja retirar os produtos.

Como se proteger

Para se proteger, especialistas recomendam a utilização de um programa de segurança no celular ou tablet em que você usa o WhatsApp. Além disso, é preciso manter o sistema operacional sempre atualizado.

E valem sempre aquelas recomendações básicas:

  • não acredite em tudo que chega pelo WhatsApp
  • sempre consulte se a promoção existe nos canais oficiais ou em sites de checagem de links, como este da Dfndr, ou este do Google.
  • não clique em URL com finais incomuns ou textos com erro de português
  • desconfie de conteúdos muito chamativos (como notícias apelativas e promoções improváveis)
  • mesmo que a mensagem venha de alguém da família, fique atento(a). Pergunte para a pessoa do que se trata o conteúdo da mensagem
  • avalie criticamente mensagens que peçam que você compartilhe conteúdo com a sua lista de contatos;
  • não responda pedidos de desconhecidos para que você compartilhe dados pessoas como cartão de crédito, conta de banco, aniversário, senhas, etc.

Veja estas dicas para evitar cair em golpes e promoções falsas

UOL Notícias