PUBLICIDADE
Topo

Apple faz alerta de segurança sobre relação entre iPhone 12 e marca-passo

Reprodução
Imagem: Reprodução

Bruna Souza Cruz

De Tilt, em São Paulo

25/01/2021 10h23

A Apple atualizou a sua página de suporte com um alerta de segurança para quem possui marca-passo ou desfibriladores. Segundo a empresa, os smartphones da linha iPhone 12 e os acessórios MagSafe devem ficar a uma distância de 15 cm de quem possui os dispositivos médicos implantados para evitar riscos.

Se o iPhone estiver conectado a um carregador sem fio, essa distância deve ampliada para 30 cm. A Apple publicou a atualização do alerta em inglês no sábado (23). Nesta segunda (25), o mesmo informe foi divulgado em português.

Os novos detalhes de segurança chegam semanas depois de pesquisadores terem encontrado indícios de que os celulares da linha 12 podem causar interferências no funcionamento dos dispositivos implantados.

No começo de janeiro, um estudo publicado no Heart Rhythm Journal mostrou que o iPhone 12 conseguiu desativar um marca-passo da empresa Medtronic somente pelo fato de estar próximo a ele.

Em seu site, a Apple destaca que o iPhone 12 possui mais ímãs do que os modelos anteriores. No entanto, não se espera que os aparelhos representem maiores riscos de interferência magnética em dispositivos médicos do que os modelos anteriores do iPhone. De qualquer forma, é importante ter cuidado.

"O iPhone contém ímãs, bem como componentes e rádios que emitem campos eletromagnéticos. Todos os acessórios MagSafe (cada um vendido separadamente) também contêm ímãs - e o MagSafe Charger e o MagSafe Duo Charger contêm rádios. Esses ímãs e campos eletromagnéticos podem interferir nos dispositivos médicos", destaca a Apple em sua página de suporte.

"Se você suspeita que o iPhone ou qualquer acessório MagSafe está interferindo no seu dispositivo médico, pare de usar o iPhone ou os acessórios MagSafe", acrescenta.

*Com informações dos sites MacWorld e 9to5Mac.