PUBLICIDADE
Topo

Se você tem um marca-passo, cuidado: um iPhone 12 pode desativá-lo

iPhone 12 conta com a tecnologia MagSafe, que consistem em ímãs que ajudam a anexar acessórios - Bruna Souza Cruz/Tilt
iPhone 12 conta com a tecnologia MagSafe, que consistem em ímãs que ajudam a anexar acessórios Imagem: Bruna Souza Cruz/Tilt

Thiago Varella

Colaboração para Tilt

13/01/2021 12h25

Um iPhone 12 pode desativar um marca-passo caso seja colocado, por exemplo, no bolso de uma camisa sobre o peito de uma pessoa com o aparelho. Isso é o que revela um estudo publicado na semana passada pela revista Heart Rhythm.

Segundo a pesquisa, isso ocorre principalmente por causa do campo magnético gerado pela tecnologia de carregamento MagSafe, do iPhone 12, instalada na parte traseira do smartphone para facilitar o carregamento sem fio.

A pesquisa foi realizada pelo instituto Henry Ford Heart and Vascular, nos Estados Unidos. Segundo o estudo, assim que o iPhone foi aproximado do marca-passo na área esquerda do tórax, "foi observada a suspensão imediata do funcionamento do aparelho que persistiu durante todo o teste", diz a revista.

Essa paralisação das funções do marca-passo ocorreu várias vezes com diferentes posições do telefone no bolso da pessoa com o aparelho.

Isso traz um risco muito grande para as pessoas que usam marca-passo, já que o aparelho tem como função regular os batimentos cardíacos de uma pessoa com problemas no coração.

A própria Apple já admitiu anteriormente que os campos eletromagnéticos emanados do iPhone podem interferir em aparelhos médicos como marca-passo e desfibriladores. Essa informação está no guia de usuário encontrado no site da Apple.

"O iPhone contém ímãs, bem como componentes e rádios, que emitem campos eletromagnéticos. Esses ímãs e campos eletromagnéticos podem interferir em dispositivos médicos, como marca-passos e desfibriladores", diz a empresa. "Embora todos os modelos de iPhone 12 contenham mais ímãs que os modelos anteriores de iPhone, não se espera que eles representem maior risco de interferência magnética em dispositivos médicos que os modelos anteriores de iPhone", completa.

O que não é possível saber é se o iPhone 12 traz mais riscos para quem usa marca-passo do que outros aparelhos. Segundo os pesquisadores, outros gadgets como rastreadores de atividades físicas, como um Fitbit, também são capazes de desativar um marca-passo, justamente por causa do campo eletromagnético desses aparelhos.

De qualquer maneira, de acordo com a própria Apple, o ideal é falar com seu médico e com a fabricante do aparelho médico para obter informações específicas sobre o seu marca-passo e saber se é preciso manter uma distância segura entre o marca-passo e o iPhone.