PUBLICIDADE
Topo

Após decisão de Trump, Gates diz que mundo precisa da OMS mais do que nunca

Bill Gates - Arnd Wiegmann/Reuters
Bill Gates Imagem: Arnd Wiegmann/Reuters

De Tilt, em São Paulo

15/04/2020 10h09

O cofundador da Microsoft Bill Gates disse nesta quarta (15), em sua conta no Twitter, que cortar o financiamento da OMS (Organização Mundial da Saúde) no momento em que o mundo enfrenta uma crise por causa da pandemia do novo coronavírus é "tão perigoso quanto parece".

Na terça (14), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou a suspensão temporária do envio de dinheiro para a entidade.

Trump disse que fará uma nova análise sobre o papel da OMS, segundo ele, na má administração e na tentativa de encobrir a disseminação da covid-19.

"Interromper o financiamento da Organização Mundial da Saúde durante uma crise mundial de saúde é tão perigoso quanto parece. O trabalho deles está diminuindo a propagação da covid-19 e, se esse trabalho for interrompido, nenhuma outra organização poderá substituí-los. O mundo precisa da Organização Mundial da Saúde agora mais do que nunca", escreveu o cofundador da Microsoft.

Gates é uma das personalidades que tem ajudado no combate ao coronavírus. Na semana passada, o laboratório financiado por ele começou a testar em humanos uma possível vacina para a covid-19.

Ele vem custeando a pesquisa da Inovio Pharmaceuticals, que agora entra na fase de testes em voluntários, tão aguardada para comprovar sua segurança e eficácia.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS