PUBLICIDADE

Topo

Resident Evil 3: O que podemos esperar do remake do clássico game de terror

Makson Lima

Colaboração para o START

10/12/2019 14h38

Depois de vazamentos e especulações, uma reformulação do clássico "Resident Evil 3" foi oficialmente anunciada. O remake chega em 3 de abril de 2020, para PS4, Xbox One e PC, e trará uma surpresinha: o estranho "Resident Evil Resistance" será um modo multiplayer dentro de "RE3".

A história tem início no fatídico dia 28 de setembro de 1998 e se desenrola antes e depois dos eventos de "Resident Evil 2", acompanhando Jill Valentine numa fuga desesperada pelas ruas de uma Raccoon City infestada por mortos-vivos e outras aberrações genéticas, em especial Nemesis. O que podemos esperar dessa nova versão do clássico?

Elementos de gameplay

O trailer de anúncio dispara pontuando, hora a hora, eventos de "Resident Evil 2", com uma rápida contagem regressiva logo após. A perspectiva, então, passa para Jill Valentine e em primeira pessoa, fugindo de Nemesis por corredores, cômodos e chamas.

Até o emblemático urro do monstro, "S.T.A.R.S.", pode ser ouvido. No entanto, o trailer também deixa claro que estamos lidando com um jogo com câmera sobre os ombros, exatamente como foi visto no remake de "Resident Evil 2". É seguro afirmar que ambos os jogos compartilharão muitos elementos de gameplay.

Resident Evil 3 Remake - Divulgação - Divulgação
Remake ainda deve ter bastante ação
Imagem: Divulgação

Masachika Kawata, produtor de "Resident Evil Resistance", assina também a produção dessa reimaginação de "Resident Evil 3". Ao lado do também produtor Peter Fabiano, Kawata comenta sobre o jogo no vídeo lançado pouco tempo depois do anúncio. Entre os pontos levantados, estão as roupas de Jill, mais condizentes com a situação na qual se encontra, e como os controles de "Resident Evil 3" serão semelhantes aos do remake de "Resident Evil 2".

Brad Vickers, o piloto de helicóptero dos S.T.A.R.S., é visto no trailer e comenta serem Jill e ele os últimos membros da força de elite na cidade, e Nemesis está lá para caçá-los. Pessoas evacuam o lugar e o caos está instaurado, com infectados por todos os lados.

Resident Evil 3 Remake - Divulgação - Divulgação
Brad talvez tenha maior participação na trama?
Imagem: Divulgação

Visual e história

A força de contenção U.B.C.S. para resgate de reféns (e que, na verdade, é apenas uma forma de acobertar as reais intenções de seu comandante, Nikolai Zinoviev) está em Raccoon City e Jill a conhece através de Carlos Oliveira, que aparece com visual reformulado, mais condizente com seu passado trágico como guerrilheiro na América do Sul.

Um dos momentos mais cruciais da fuga de Jill, quando ela é infectada por Nemesis numa decisiva batalha, provavelmente receberá maior ênfase no novo jogo. A ideia surge do momento no trailer em que a policial questiona sua própria sanidade ao se ver no espelho, com lampejos de uma versão morta-viva de si mesma.

Além disso, o processo de criação de T-103 e seu parasita,, codinome Nemesis, vem como desfecho do trailer de anúncio, exibido quando os valores fundamentais da Corporação Umbrella - comprometimento, honestidade e integridade - são pontuados por um de seus funcionário.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol