PUBLICIDADE
Topo

Ricardo Feltrin

MPF aciona Sikêra por homofobia e quer indenização de R$ 10 mi da RedeTV

Sikêra Jr. e o vice-presidente da RedeTV, Marcelo de Carvalho - Reprodução
Sikêra Jr. e o vice-presidente da RedeTV, Marcelo de Carvalho Imagem: Reprodução
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

28/06/2021 22h50

O Ministério Público Federal decidiu ajuizar uma ação civil pública contra o apresentador Sikêra Jr., da RedeTV, por declarações homofóbicas proferidas em rede nacional na última sexta-feira.

A fala homofóbica e reincidente já havia causado revolta no movimento LGBTQI+, como esta coluna publicou ontem.

No "Alerta Nacional" da semana passada, pela segunda vez nos últimos meses, Sikêra chamou gays de "raça desgraçada".

Ele também ofendeu publicitários e a rede de lanchonetes Burger King, por sua campanha a favor da diversidade (atualmente no ar).

Na ação que o MPF quer levar adiante, também são pedidos R$ 10 milhões de indenização da RedeTV, emissora que abriga o apresentador, cujo ibope tem oscilado na casa 1,5 ponto em São Paulo (cada ponto vale por cerca de 76 mil residências).

Isso representa metade do que Sikêra atingia um ano atrás.

Conforme o site "Notícias da TV" publicou nesta segunda (28), ao menos três anunciantes já tiraram seu patrocínio do programa "Alerta Nacional" após a fala homofóbica da semana passada. Outros anunciantes estão sendo pressionados nas redes sociais a fazer o mesmo.

Bolsonarista pago

Bolsonarista de carteirinha (e com cachê), Sikêra também responde em outras ações, como uma por misoginia, por exemplo.

O MPF assina a ação em conjunto com a associação que atua na defesa dos direitos humanos da população LGBTQIA+ Nuances - Grupo Pela Livre Expressão Sexual. A ação é assinada pelo procurador Enrico Rodrigues de Freitas e a advogada Alice Hertzog Resadori, do Nuances.

Outro lado

A RedeTV informou nesta terça-feira (29), por meio de sua assessoria de imprensa, que "não tem ciência deste processo, e que não comenta processos judicias em andamento".

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops