Dentro e fora dos palcos, Marina Sena exalta sensualidade e rebate críticas

Marina Sena, 27, analisou a sensualidade em suas performances com a sua vida pessoal e rebateu as críticas sobre sua carreira após se apresentar no segundo dia do Primavera Sound, no Autódromo de Interlagos, que acontece neste domingo (3).

Em entrevista a Splash, a cantora explicou que nem sempre é sensual e mandou um recado para os haters.

Eu sou essa Marina da minha performance. Eu sou a Marina de Oliveira, mas eu sou a Marina Sena. Acho que a Marina Sena é como se fosse uma caricatura de mim mesma Marina Sena

Sensualidade presente em alguns momentos. "Mas eu não sou essa mulher o tempo todo confiante e sensual. Eu tenho todos os momentos naturais de qualquer ser humano. Às vezes você não tá na performance, no personagem e você descana. Eu sou assim mesmo, mais sensual mesmo, não somente em cima do palco. Tem horas que eu tô de pijama, jogando videogame e não tem nada de sensual nisso [risos]. Mas tudo bem", acrescentou.

Críticas à sua carreira. "Eu não sei se isso [as críticas] influencia na minha arte, mas provavelmente influencia porque eu nunca fui uma pessoa que foi amada a vida inteira. Eu sempre fui uma pessoa que as pessoas amavam e odiavam. Acho que minha arte é uma resposta a isso e eu mostro que estou cada vez melhor."

As pessoas esperam que a carreira acabe, que seja a última música, mas não vai. Eu fico: 'gente, vocês queriam, mas não vai. Mesmo que vocês queiram, não vai acabar porque é uma fonte inesgotável de inspiração Marina Sena

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes