Fã encara 8h na grade e calor para ver The Cure pela quarta vez: 'Sonho'

The Cure é um dos headliners da segunda edição brasileira do Primavera Sound. O show da banda britânica acontece hoje à noite, às 20h25, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. E tem quem tenha chegado cedo ao festival e ido direto para a grade do palco Corona. O objetivo? Guardar lugar para a apresentação e prestigiar os músicos de pertinho.

Na tarde de domingo, os termômetros marcaram em média 33ºC na capital paulista. Nas grades perto do palco, que são de metal, a produção do evento colocou avisos: "Cuidado: superfície quente".

Fugindo do sol. Para escapar do calor, o público da grade optou pelas mais diversas saídas: desde chapéus e cangas, até caixas de papelão na cabeça e no chão.

Oito horas na grade. "Sou fã desde 1986, esse é o meu quarto show. Já fui para a Itália com a minha esposa, que conheci por conta de The Cure, apenas para vê-los. Vim para ficar na grade, o Robert [Smith, vocalista] merece. É um sonho assistir a banda de perto. Para ficar aqui no sol e calor, esperando até à noite, tem que amar. Vale a pena!", disse marceneiro Christian Rivolta, 51, a Splash.

Pai e filha aproveitam show juntos. "Sou fã desde os 16 anos e hoje trouxe a minha filha, de 15 anos, como presente de aniversário. É um marco na carreira deles, quase 50 anos de banda. É muito legal estar aqui", contou o operador Eliseu Ferraz, 42, que acompanhava a filha, Sofia, 15.

"Escuto The Cure desde que estava na barriga, não tem como não ser fã. É um presente para a vida. Chegamos cedo e não vamos sair da grade, mesmo com o calor", completou Sofia.

Além de The Cure, o segundo dia do Primavera Sound 2023 conta com shows outros grandes artistas como Carly Rae Jepsen, Beck, Marina Sena e Bad Religion.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes