Carly Rae Jepsen: 'Ser um ícone LGBT é o maior presente da minha vida'

Nos últimos anos, a canadense Carly Rae Jepsen se tornou uma das queridinhas da crítica especializada. O lançamento do álbum "Emotion" em 2015, três anos depois do hit "Call Me Maybe", transformou a cantora em uma estrela pop com menos apelo comercial, mas com lugar cativo em listas de melhores álbuns do gênero.

Em entrevista a Splash no Primavera Sound São Paulo, a cantora falou da passagem pelo Brasil, da energia do público, de sucessos mais recentes e mais antigos:

"É difícil descrever em palavras", diz, ao ser questionada sobre o carinho do público LGBTQIA+.

Ser abraçada por essa comunidade tem sido o maior presente da minha vida. É uma daquelas coisas que eu vejo e não consigo explicar o quanto aprecio. É uma comunidade tão linda e acolhedora. Quando estão em nossos shows, dá pra sentir essa energia. É só amor, Carly Rae Jepsen

Após "turistar" e se apresentar no Rio de Janeiro, Jepsen não quer deixar o Brasil. "Eu não quero imaginar que temos que voltar para casa em alguns dias porque queremos ficar e transformar a turnê em férias prolongadas. Tem sido muito divertido, mal consigo explicar."

A energia dos fãs brasileiros também encantou a cantora. "É uma loucura e eu estou amando demais isso. Combina muito com espírito, entrar em um lugar e ver que todo mundo está lá para celebrar e festejar. É como um lar longe de casa."

Ela não descarta uma colaboração com um artista brasileiro, mas ainda não tem ninguém em mente. "Isso precisa acontecer naturalmente. Então preciso ir a algumas festas e ver quem vou conhecer."

Ela, que explodiu em 2012 com "Call Me Maybe", ainda se diverte ao cantar a música em seus shows. Eu só me canso de falar sobre isso sempre. Não que seja um problema, mas criei tantas músicas desde então. É algo que fiz que quero colocar na parte nostálgica do meu catálogo e seguir em frente.

Jepsen disse ainda que foi "louco" ter um novo hit com o TikTok: a faixa "The Loneliest Time". "Eu sou uma avó no TikTok, ainda estou experimentando. Não entendo nada. Então foi uma surpresa maravilhosa, para falar a verdade. Meu objetivo como artista é sempre fazer música que empolga e que vem do coração. Se alguém se conecta com isso, é uma adrenalina extra."

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes