PUBLICIDADE
Topo

Chico Barney

No Caldeirão, Marcos Mion comprova que o sucesso do Piores Clipes é eterno

Marcos Mion no Caldeirão - Reprodução/Globo
Marcos Mion no Caldeirão Imagem: Reprodução/Globo
Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002

Colunista do UOL

11/09/2021 19h15

Durante sua jornada na MTV, Marcos Mion revolucionou um programa chamado Piores Clipes, fazendo divertidas observações a respeito de obras audiovisuais de relevantes canções da música mundial —particularmente a brasileira.

Há quem garanta que Supla, um egresso dos loucos anos 1980, só foi lembrado para a Casa dos Artistas por conta da repercussão das zoeiras que o apresentador fazia do clipe Green Hair, que entrou para o bestiário popular como Japa Girl.

O formato virou o cartão de visitas de Mion por onde passou. Era a grande atração do Descontrole na Band, garantiu momentos formidáveis no Legendários da Record, principalmente quando o assunto era A Fazenda, programa que depois viria a assumir.

Agora na Globo, repete a dinâmica em dois momentos importantes, tanto na abertura, interagindo com vídeos de populares, quanto no encerramento, quando executa a tradição de chafurdar nos arquivos da emissora para se divertir.

Junto com as Videocassetadas do Faustão, trata-se de um dos precursores do react, gênero que faz particular sucesso na internet. A excelência ao longo de duas décadas, em diferentes emissoras e para variados públicos, mostra o fôlego do formato e o talento do condutor.

Mesmo com todo esse histórico, Marcos Mion passa a impressão de que está sempre apenas começando. O novo Caldeirão continuou muito divertido na sua segunda exibição.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.