PUBLICIDADE
Topo

Chico Barney

Contrariado com tudo, o que Mateus Carrieri foi fazer em A Fazenda?

A Fazenda 2020: Mateus Carrieri em noite de formação de roça - Reprodução/Playplus
A Fazenda 2020: Mateus Carrieri em noite de formação de roça Imagem: Reprodução/Playplus
Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

Colunista do UOL

25/11/2020 02h17

Segue fascinante a jornada de Mateus Carrieri em A Fazenda 12. Reclamando sem parar de absolutamente todas as situações possíveis de acontecer em um reality show de confinamento.

Em algumas oportunidades, cheguei a questionar se ele conhecia a dinâmica do programa antes de aceitar participar. Mas o cidadão não é um marinheiro de primeira viagem —integrou a clássica primeira edição da Casa dos Artistas no SBT, quase 20 anos atrás.

Carrieri odeia ir para a baia. E fica muito irritado quando precisa passar alguns dias lá. Normal. É um espaço mais inóspito, forçando o convívio entre pessoas que não possuem muito apreço umas pelas outras.

Mas ele também fica incomodado com todo o resto. Não gosta de participar das provas, pois não se acha capaz de ver nenhuma e fica muito frustrado sempre com a própria performance. Chorou dois dias quando perdeu a primeira.

Como não poderia deixar de ser, sente muito ódio ao ser indicado para a roça. Nunca aceita bem os votos e fica contrariado por horas a fio, tentando desconstruir, normalmente com argumentos esquisitos, os argumentos dos adversários.

Mas a coisa está atingindo níveis psicodélicos. Na formação da mais recente berlinda, ficou incomodado por não ser vetado da prova pela Lidi e, logo depois, reclamou que Jake estava torcendo por ele, colocando "muita pressão" no cumprimento do desafio no dia seguinte.

Com um volume tão grande e variado de lamúrias, fica o questionamento: o que Mateus Carrieri foi fazer em A Fazenda?

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL