PUBLICIDADE
Topo

Chico Barney

Apesar da baixaria, De Férias com o Ex irrita quem assiste pelo streaming

Hadad e Camilla no "De Férias com o Ex Brasil" - Reprodução/MTV
Hadad e Camilla no "De Férias com o Ex Brasil" Imagem: Reprodução/MTV
Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

Colunista do UOL

17/07/2020 17h31

Como é gostoso assistir a um reality show como o De Férias com o Ex. Uma salutar reunião de desapegados, desprovidos de qualquer senso ético, estético ou moral. É justamente o tipo de entretenimento que estamos procurando em tempos tão difíceis quanto os atuais.

Mas como é grande a má vontade dos responsáveis pela edição do programa na hora de distribuir para as plataformas de streaming. Para quem prestigia pela MTV nas noites de quinta-feira é tranquilo, mas o desavisado que deixar para depois certamente sofrerá.

Isso graças aos irritantes trechos que servem como saída e entrada de bloco. Aquela voz esganiçada prepara o terreno para o que vem depois, por cima de uma seleção de cenas que beiram o spoiler, e no retorno faz uma retrospectiva do bloco anterior.

O cidadão que assiste ao mesmo tempo em que tuíta com os amigos pode até precisar desse tipo de subterfúgio. Mas não faz o menor sentido manter essa estrutura quando o material segue para consumo on demand.

Toda a experiência é prejudicada por 4 ou 5 interrupções que servem apenas como lombada para o bom divertimento. E ainda replicam a péssima sensação de intervalo em plataformas desenhadas justamente para não sofrerem com isso —no caso, a Amazon Prime, o Now e o MTV Play.

Basta!

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL