PUBLICIDADE
Topo

Se vidas negras importam, já passou da hora de Ray Fisher ter voz

Rick Kern/WireImage
Andreza Delgado

Andreza Delgado, baiana da terra do cacau, é uma das criadoras da Perifacon, a Comic Con da favela. Tem um canal no YouTube para resenhar séries, HQ's, filmes e livros e o game perifa, mas quando dá tempo tuíta pelos cotovelos.

Colunista de Splash

25/09/2020 22h16Atualizada em 26/09/2020 07h56

Vamos lá! Para quem não está familiarizado com a situação, o ator Ray Fisher, o ciborgue de "A Liga da Justiça", acusou o diretor e roteirista Joss Whedon e os produtores Jon Berg e Geoff John de abusos durante gravações do filme de 2017.

Ele disse que "o tratamento de Joss Whedon com o elenco e a equipe de 'Liga da Justiça' foi grosseiro, abusivo, não profissional e completamente inaceitável. Foi permitido, de várias maneiras, por Geoff Johns e Jon Berg (produtores)."

Continua depois da publicidade
ray fisher - Reprodução - Reprodução
O ator Ray Fisher como Ciborgue em "Liga da Justiça"
Imagem: Reprodução

A Warner media, em contrapartida, disse que iria abrir uma investigação, mas tempos depois acusou o ator de se indispor no processo por não cooperar.

"O investigador já tentou múltiplas vezes se encontrar com o Sr. Fisher para discutir as suas acusações, mas ele recusou os convites."

O engraçado é que o próprio Fisher postou em suas redes e-mails comprovando que estava sim conversando com o investigador e que acabara de ter um encontro com o mesmo.

Não tem como não conectar o que Fisher fez com a mobilização do #BlackLivesMatters, inclusive pela denúncia ter rolado na mesma época dos levantes em junho. Um ator negro tomando coragem para denunciar abusos num set de Hollywood não é uma tarefa simples.

Continua depois da publicidade

Nós vimos que para John Boyega, o Finn da franquia Star Wars, ir a uma manifestação antirracista colocaria seus trabalhos em risco.

Estou falando do meu coração, não sei se vou ter uma carreira depois disso, mas f***-se.

Lembrando também o que rolou com o atleta Collin Kaepernick, que se ajoelhou durante execução do hino dos EUA antes de uma partida de futebol americano. O que aconteceu com ele? Foi boicotado.

O que estou querendo dizer é que, mais do que postar hashtag, nós fãs e simpatizantes da causa antirracista temos que apoiar a atitude corajosa de Ray. Ele está arriscando sua carreira para falar sobre práticas de abusos que foram naturalizadas e normalizadas em Hollywood.

Continua depois da publicidade

E falando em apoio, o único ator do elenco de "Liga Da Justiça" que apareceu para se manifestar foi Jason Momoa, que trouxe um relato pessoal em apoio e reforçando as denúncias.

Então anota aí, ser antirracista é apoiar pessoas negras quando elas rompem com o silêncio para falar de suas dores e violências sofridas. Precisamos que a comunidade nos ouça e nos apoie.

Todo apoio a Ray Fisher!

#IStandWithRayFisher