PUBLICIDADE
Topo

Modelo de Chanel e Fendi, Raynara Negrine é o novo rosto do Brasil lá fora

Aos 17 anos, a modelo brasileira já conquistou nomes como a Chanel, Jacquemus e Celine, sendo uma das estrelas da Semana de Moda de Paris - Divulgação/Jacquemus
Aos 17 anos, a modelo brasileira já conquistou nomes como a Chanel, Jacquemus e Celine, sendo uma das estrelas da Semana de Moda de Paris Imagem: Divulgação/Jacquemus

Gustavo Frank

De Nossa

17/07/2021 04h00

Aos 17 anos e nascida em Cachoeiro do Itapemirim, no Espírito Santo, Raynara Negrine é quem leva o Brasil para as passarelas do exterior atualmente — como fez mais recentemente com grifes como a Chanel, Alaia, Dior, Fendi e a Jacquemus, sendo essa última em Paris, onde desfilou ao lado de grandes nomes da moda atual, como Bella Hadid e Kendall Jenner.

Descoberta pela agência Joy Model no concurso The Look of The Year, que revelou também Gisele Bündchen no início da carreira, a capixaba começou a sua conexão com o universo da moda ainda na infância e com a ajuda da mãe, que sustentou a família como trabalhadora doméstica.

"Eu tinha esse sonho de trabalhar como modelo desde pequena", conta ela em entrevista para Nossa. "Minha maior inspiração foi minha mãe, que sempre me incentivou a realizar meu sonho e nunca desistir. Eu também acompanhava muitas modelos brasileiras, via que elas não desistiram e conseguiram, e isso também me motivou ainda mais".

Raynara Negrine ao lado da mãe - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Raynara Negrine ao lado da mãe
Imagem: Arquivo Pessoal

Desde que tomou as passarelas, o nome de Raynara, na maioria das vezes, seguiu acompanhado pelo fato de ser "filha de uma trabalhadora doméstica" no noticiário brasileiro. Quando questionada se sente-se estigmatizada por isso, ela responde:

"Minha mãe nunca me deixou faltar nada, tenho muito orgulho do trabalho dela e de todos os aprendizados que isso me proporcionou", diz.

Entendo que é algo que chama atenção, mas há sim muitas pessoas que focam somente nisso, e eu espero que destaquem minha luta e vitórias".

Sucesso relâmpago

A modelo brasileira Raynara Negrine - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
A modelo brasileira Raynara Negrine
Imagem: Reprodução/Instagram

As conquistas de Raynara são descritas por ela como um "sonho", o qual já alcançou, mas continua a viver. Na entrevista, ela cita a origem humilde da família, o que levou ela e a mãe a passarem dificuldades, mas prefere deixar essa fase no passado para comemorar a nova etapa da vida.

"Graças a Deus tenho conquistado bastante coisa. Especialmente pela minha idade, é uma vitória", comenta. "Eu faço os trabalhos, mas minha ficha ainda não caiu, embora tenha me empenhado há bastante tempo".

Passei por muita coisa, sempre com minha mãe me incentivando, dizendo que eu era forte e que tudo iria dar certo. Ela foi pai e mãe pra mim".

Raynara Negrine - Reprodução - Reprodução
Raynara Negrine
Imagem: Reprodução

A mudança começou quando Raynara se mudou para São Paulo, que ela diz ter sido a primeira etapa da sua carreira.

"Comecei a trabalhar ainda nova, então você tem que se informar, saber onde está e focar em fazer coisas boas e com pessoas que sejam profissionais", opina. "O que me ajuda mesmo é ver os resultados acontecendo. Amo o que faço, amo trabalhar e estar ativa".

A brasileira complementa ainda estar vivendo coisas que nunca imaginou antes: "É uma rotina corrida, cheia de surpresas, mas é uma sensação muito boa porque no final você vê o quanto é forte".

Nas graças das grifes

Raynara Negrine | Chanel - Divulgação - Divulgação
Raynara Negrine | Chanel
Imagem: Divulgação
Raynara Negrine | Dior - Divulgação - Divulgação
Raynara Negrine | Dior
Imagem: Divulgação

Disputada por grandes nomes, a modelo capixaba destaca a importância da francesa Chanel para o posto alcançado hoje como a "new face" — sendo única brasileira na lista da "Top Newcomers", publicação que aponta as estreantes que irão dominar campanhas e passarelas de todo o mundo.

"Sou muito grata à Chanel, que foi onde comecei no mercado internacional", relembra. "Eles estão no meu coração e os agradeço muito".

Sobre ter desfilado ao lado de Bella Hadid e Kendall Jenner, por exemplo, Raynara diz que a grande surpresa "é poder enxergar que pode realizar o que sempre sonhou, sendo uma noção cada vez mais presente" na sua empreitada.

"A gente está passando por uma pandemia, por isso não pensei que viria pra fora do país tão cedo, mas consegui, com muita luta", acrescenta. "Fiz Jacquemus com modelos muito importantes, lutei muito para fazer estes trabalhos, consegui vencer todos os obstáculos e desfilar para marcas tão importantes".

O catwalk futuro

Raynara Negrine - Divulgação/Joy Model - Divulgação/Joy Model
Raynara Negrine
Imagem: Divulgação/Joy Model

Com muitos passos ainda a dar na carreira que, embora ainda esteja apenas começando, já tem tamanho reconhecimento, a brasileira lista os ensinamentos que teve até hoje.

"Eu aprendi que, se você quer algo, tem que correr atrás, de informação, de oportunidades, e só assim as coisas vão se realizar", diz. "Não basta querer. Você tem que batalhar, afinal é uma profissão séria, que você precisa se dedicar".

É uma carreira que pode proporcionar coisas fantásticas, mas tem uma entrega alta e por isso precisa ser vista como algo sério".

Por fim, ela deixa um conselho para quem se inspira no seu caminho já trilhado: "Corra atrás de informação, não fique pedindo conselhos aleatórios, procure você mesma se informar e busque profissionais renomados que possam te ajudar".

Seja forte e vá em busca dos seus sonhos".