PUBLICIDADE
Topo
OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Roupa barata direto da China: testamos se vale a pena comprar na Shein

Loja de roupas da China impressiona por preços baixos e variedade de roupas, mas vale a pena comprar lá? - Reprodução
Loja de roupas da China impressiona por preços baixos e variedade de roupas, mas vale a pena comprar lá? Imagem: Reprodução

Gustavo Frank

De Nossa

19/05/2021 04h00

Uma hora ou outra você acaba dando de cara com uma publicidade da Shein nas redes sociais. A loja de roupas da China possui um acervo quase inesgotável de peças para o público feminino e masculino, que vão desde roupas, como camisetas e vestidos, até acessórios, como bolsas, brincos e colares.

"Demora muito para chegar?" e "Vale a pena comprar lá?" foram as principais perguntas que recebi quando contei para meu círculo de amigos que tinha cedido às compras no site — que possui um preço mais "em conta", se comparado com outras redes de fast-fashion aqui no Brasil. Se não mais baratas, equivalentes, mas com um leque de opções muito maior.

Tempo de entrega

A resposta para a primeira pergunta citada acima, para mim, foi a mais surpreendente. Com estoques de roupas na China, Estados Unidos e Dubai, o tempo de espera pelas compras seria o maior empecilho. Me diziam que, no mínimo, em dois meses elas chegariam até mim.

Separei as roupas na sacola virtual e fiz o pedido. No dia seguinte, as sacolas já foram enviadas e exatamente duas semanas depois elas já estavam na minha casa.

A Shein oferece frete grátis para todo o Brasil, nas compras acima de R$ 133,65, que podem ser feitas por meio do cartão de crédito ou boleto.

Vale destacar que a plataforma diz que o tempo de envio estimado para o Brasil é de, em média, 35 a 50 dias úteis a partir do momento que o pacote sai da empresa, "podendo levar mais tempo do que o esperado devido a endereços inválidos, procedimentos de desalfandega [liberação na alfândega], entre outras causas."

Sobre as taxas de alfândega, uma das maiores vantagens é o fato de que a Shein assume 50% dos impostos ou taxa alfandegária que venham a recair sobre as encomendas. Vale destacar que, se alguma informação estiver incorreta e impedir qualquer envio ou entrega ou desalfandegamento, a empresa não se responsabiliza e não oferece qualquer compensação.

Além disso, a devolução de peças, no geral, pode ser feita em até 30 dias, a partir da data de recebimento.

Organização da entrega

Embalagem usada pela Shein para enviar os produtos comprados no site - Reprodução - Reprodução
Embalagem usada pela Shein para enviar os produtos comprados no site
Imagem: Reprodução

Para ter uma análise completa das roupas, escolhi três diferentes peças: uma camiseta, uma calça e acessórios.

Além da surpresa com a rapidez da entrega, outro ponto importante a se destacar, antes de entrar em maiores detalhes sobre cada um dos itens citados, é a forma com que os produtos chegam até nós.

Cada um deles vem, separadamente, em uma embalagem própria da loja que, por ser de plástico, pode (e deve) ser reutilizada diversas vezes. A organização da entrega é um dos pontos fortes, na minha opinião — embora número de embalagens poderia ser poupado, se pensarmos a favor do meio ambiente.

Camiseta regata

Camiseta regata da Shein - Reprodução - Reprodução
Camiseta regata da Shein
Imagem: Reprodução

Como comprei em uma "fase teste", escolhi uma camiseta regata preta e lisa. O valor foi de R$ 49,99, um pouco cara pensando na simplicidade da roupa.

Para quem procura peças com algodão de qualidade, o "super cotton", como é comercializado por algumas lojas brasileiras, vai ficar um pouco decepcionado. O tecido dessa regata, 60% poliéster, 40% algodão, à primeira vista parecia bom, mas ao longo do tempo em que utilizei, para exercícios físicos, a aparência passou a apresentar desgaste.

Aqui, destaco a importância de sempre checar a "Descrição" do produto na página. A grande maioria das peças na Shein não são produzidos 100% de algodão, ou seja, as camisetas sempre vão apresentar aquela aparência mais "artificial" do poliéster.

Em um breve resumo: para quem busca qualidade, não é a melhor das opções, mas nos quesitos variedade e (possível) maior durabilidade pode ser uma alternativa viável.

Aproveitando, mais uma vez, pra entrar no quesito sustentável: as roupas de poliéster não são as melhores das escolhas, uma vez que seu uso na produção de roupas tem impactos ambientais que vão desde sua produção até o descarte.

  • Preço: não vale tanto a pena.
  • Tamanho: aprovado.
  • Qualidade: não é das melhores.

Calça

Calça bege e ampla da Shein - Reprodução - Reprodução
Calça bege e ampla da Shein
Imagem: Reprodução

Há um tempo, decidi desapegar da skinny e investir nas peças debaixo mais confortáveis. Na Shein, encontrei diversas opções: calças cargo, de alfaiataria e de moletom. Todas têm um preço que desperta aos olhos, em média R$ 90.

Para o teste, optei por uma peça bege com as pernas mais largas, à venda por R$ 92.

O produto é exatamente como mostrado na página do site. Por ser 100% de poliéster, a textura do produto se assemelha às calças de ginastica: pode ser facilmente limpado, mas o conforto não é o pilar principal.

  • Preço: o ponto forte.
  • Tamanho: aprovado.
  • Qualidade: condizente com o valor pago.

Acessórios

Conjunto de 12 brincos de argola da Shein - Reprodução - Reprodução
Conjunto de 12 brincos de argola da Shein
Imagem: Reprodução
Brinco transersal em formato de serpente da Shein - Reprodução - Reprodução
Brinco transersal em formato de serpente da Shein
Imagem: Reprodução

Segundo os passos de Harry Styles e A$AP Rocky, os acessórios foram umas das minhas principais apostas de compras online na pandemia.

Como, para mim, a questão de gênero não é relevante, fiz as buscas pelo departamento feminino da loja. La encontrei duas opções quem atraíram: um conjunto com 12 pares de brincos de argola dourados e um brinco transversal no formato de serpente.

O preço é o mais escandaloso — no melhor dos sentidos. Ambos custaram R$ 19,99. Por mais que não seja necessário desembolsar uma fortuna em lojas de bijuterias perto de casa, aqui a exclusividade é o ponto forte.

O ponto fraco fica com a qualidade das peças. Embora nenhuma delas tenha apresentado problemas, a cobertura metalizada se desgastou fácil nos brincos de argola. Por descuido meu, deixei algumas delas alguns dias no banheiro e, com o tempo e umidade, já apresentaram a aparência enferrujada.

No entanto, quem compra bijuteria, como eu fiz, precisa ter em mente que a peça não será a mais duradoura do mundo.

  • Preço: vale muito a pena.
  • Qualidade: condizente com o valor pago.

Conselhos finais

Comprar na Shein vale a pena, pelo menos para fazer um teste pessoal. Afinal, nem todo mundo tem a opção financeira de gastar alto em roupas com qualidade no tecido e produção artesanal.

A dica é não manter as expectativas muito altas, pois os produtos têm valor mais baixo — o que, segundo a plataforma, é uma consequência do "equilíbrio ideal entre custo e qualidade numa colaboração estável e sã".

Além disso, por oferecer descontos para quem manda uma "review" pessoal do produto comprado, é importante descer até o final da página para conferir os comentários deixados por quem já o comprou. O interessante é que, além do texto, a maioria dos clientes compartilham fotos do caimento no corpo — o que serve como um bom parâmetro.

Por fim, mas provavelmente o mais importante: é um site seguro. Embora existam reclamações no Reclame Aqui sobre as entregas e pagamentos, não encarei esses problemas.

Para maiores informações, neste link você encontra detalhes sobre os Termos e Condições das compras na Shein.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL