PUBLICIDADE
Topo

"Não quero ser um cara só dos hits", diz o cantor Vitor Kley

Bruno Calixto

Colaboração para Nossa

11/07/2021 04h00

"Um dia eu estava no aeroporto e uma criança linda veio na minha direção, apontando para mim e gritando: 'mamãe! é o menino sol! o menino sol!'. Aquilo nunca saiu da minha cabeça", postou numa rede social o jovem cantor e compositor Vitor Kley, que estourou com o hit "O sol" em 2017, quando tinha apenas 22 anos.

A relação com a música vem de casa e a vocação para shows, da adolescência, como contou para Zeca Camargo no programa Brasil com Zeca, de Nossa.

Minha mãe é minha maior mentora, me ensinou a tocar violão e viu minha afinidade com o instrumento. Meu pai ouvia músicas em inglês e eu as cantava em português, inventando traduções"

vitor kley cantor - Divulgação - Divulgação
Vitor Kley foi o convidado especial do Brasil com Zeca
Imagem: Divulgação

Depois das aulas com a mãe e as versões das canções do pai, o jovem aprendiz, ao violão, passou a compor as primeiras músicas, com o aval do melhor amigo, daqueles que não larga da gente nesta fase da vida. Em 2009, lançou seu álbum de estreia, "Eclipse Solar".

Só meu melhor amigo sabia, ninguém mais. Uma vez nosso professor, com violão na sala, me chamou para tocar, porque esse meu amigo me entregou: 'inclusive, escreve várias músicas também', ainda completou. Comecei num palquinho no meio da escola"

Vivendo atualmente com a namorada Carol na Costa da Caparica, Portugal, Vitor Kley, contou para Zeca Camargo no quadro bate e volta algumas curiosidades, como seu prato favorito ("Estrogonofe da mãe"); a praia preferida em Santa Catarina (a Barrinha, no litoral sul do estado); e uma curiosa mania que tem com a namorada: "Colocar dois dedos no nariz dela".

Vitor Kley e a namorada, a atriz portuguesa Carol Loureiro - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Vitor Kley e a namorada, a atriz portuguesa Carol Loureiro
Imagem: Reprodução/Instagram

Sobre música e mentores

A timidez de Vitor Kley só foi vencida pela música. "Ajudou a me soltar", diz. O que chamou a atenção de nomes como o cantor e compositor Armandinho, de reggae e pop.

Meu segundo mentor, não só uma influência e um ídolo. Aos 15 anos, eu tocava, surfava, frequentava bares me apresentando para ganhar um dinheirinho quando ele quis me conhecer, virou meu padrinho e me levou para o estúdio"

Seu segundo álbum, "Luz a Brilhar", veio em 2012 e teve a produção de Armandinho. Em 2015, assinou com a gravadora Midas Music, lançando seu primeiro EP, o homônimo "Vitor Kley", em 2016.

Por falar em padrinho, ninguém menos que o produtor musical, compositor, empresário paulista Rick Bonadio atravessou seu caminho no clipe de "Farol" (2016) e a parceria continuou. "Nos conectamos por ele pensar que eu era um moleque diferente", diz.

Vítor Kley na capa de 'A Bolha' - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Vítor Kley na capa de 'A Bolha'
Imagem: Reprodução/Instagram

Trabalho autoral

Na conversa com Zeca Camargo, Vitor também falou sobre "A Bolha", recente projeto mais autoral no qual resgatou antigas composições. "Músicas de quando eu estava trancado no quarto, compondo, e que acho importante também conhecerem essa etapa da minha vida", diz.

Não quero ser o cara que está aqui simplesmente para ter músicas de sucesso, passar batido e sumir do mapa. Quero ser o cara que tudo o que deixar quando for embora um dia seja um coisa para se orgulhar. Músicas que as pessoas de outras gerações vão ver, ouvir e se inspirar"

Projeto infantil

Rick Bonadio sugeriu a Vitor Kley entrar no mercado de música infantil, novidade prevista para agosto, com a "Turma do Menino Sol", um projeto audiovisual composto por três EPs que totalizam 12 canções inéditas e autorais, lançados em três fases, até dezembro.

A verdade é que ele viu a minha verdade e meus valores. Para as coisas acontecerem não é do dia para a noite, mas leva anos até chegar do dia para a noite"

Artista de grande visibilidade no segmento pop, Vitor Kley se inspirou na luz da canção autoral que lhe deu projeção nacional há quatro anos para batizar sua mais nova empreitada. Em breve!

Anota aí

Brasil com Zeca vai ao ar toda sexta-feira, às 19 horas, no Canal UOL e no YouTube de Nossa, onde você também pode maratonar todos os episódios. Também confira conteúdos extra nas redes sociais de Nossa: Instagram, Twitter, e Facebook.