PUBLICIDADE
Topo

Muito além de digestivo: 5 licores que você precisa ter no seu "home bar"

Do Cosmopolitan ao Expresso Martini: os licores têm papel essencial do mundo da coquetelaria - Getty Images/iStockphoto
Do Cosmopolitan ao Expresso Martini: os licores têm papel essencial do mundo da coquetelaria
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Pedro Marques

Colaboração para o Nossa

14/08/2020 04h00

Bem doces e com sabores marcantes de frutas ou ervas (ou tudo junto), os licores não costumam receber a mesma importância que outros destilados, especialmente para quem está montando um "home bar". Faz sentido: gim, rum, vodca e cachaça são bem mais usados para preparar coquetéis que um licor de menta.

Parte do desinteresse tem a ver com os rótulos de baixa qualidade vendidos não faz muito tempo nos bares Brasil afora. Outra explicação é que licores eram (e ainda são) lembrados apenas como digestivos para encerrar um belo almoço ou jantar.

Sem licores, porém, muitos drinques clássicos não existiriam, como o Cosmopolitan, o Martini ou o Sex on the Beach. Só isso já seria um motivo razoável para ter algumas garrafas dessas bebidas em casa.

Sex on the Beach é um clássico que leva licor em sua receita - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Sex on the Beach é um clássico que leva licor em sua receita
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Podemos te dar mais um: essa categoria de destilado pode trazer novos sabores a coquetéis conhecidos e aumentar a variedade de combinações que você pode fazer em casa. "Eles abrem possibilidades", diz Matheus Cunha, consultor e bartender residente do Tetto Lounge Bar, em São Paulo.

Licores substituem tranquilamente o açúcar de um coquetel, especialmente os mais potentes", diz Cunha.

"Você pode trocar o açúcar de um Old Fashioned por um licor de amêndoas. O drinque vai ganhar notas de castanhas", ensina.

Garrafas para muitos drinques

O segredo, orienta o profissional, é escolher bem as garrafas para o seu "home bar", pois algumas são mais versáteis que outras. Pelo menos para começar. Depois que pegar o jeito da brincadeira, vai ficar mais fácil usar um licor de jabuticaba para criar um drinque. Até porque a variedade de garrafas é bem grande.

Para economizar seu tempo, pedimos para Cunha indicar cinco rótulos que valem a pena o investimento. Não precisa comprar tudo de uma vez, claro. Aos poucos você vai entender o que um licor pode acrescentar (ou não) a um drinque. Quando se der conta, vai estar arrasando na coqueteleira.

Triple Sec

Sidecar  - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Sidecar
Imagem: Getty Images/iStockphoto

De origem francesa, é feito com cascas secas de laranjas amargas e doces nativas da ilha de Curaçao, na América do Sul, que conferem um toque cítrico. "É essencial no preparo de muitos coquetéis clássicos, como Margarita, Sidecar e Cosmopolitan", diz Cunha.

Licor de café

Expresso Martini - Getty Images - Getty Images
Expresso Martini
Imagem: Getty Images

Assim com o Triple Sec, é bastante versátil. Misturado com vodca, resulta no tradicional Black Russian. Adicione creme de leite e você vai ter o White Russian. O drinque mais famoso com esse licor, porém, é o Espresso Martini. "Só misturar com vodca e café forte", diz o bartender.

Bénédictine

É daquelas bebidas únicas - por isso mencionamos a marca. A receita original foi elaborada por monges beneditinos franceses em 1510. Já a versão à venda hoje foi criada em 1863 e leva 27 ervas e condimentos. Com tantos aromas e sabores, não orna fácil como alguns rótulos.

Por outro lado, é fundamental para preparar o Vieux Carré, um dos coquetéis mais elegantes que se tem notícia. "Combina com destilados amadeirados, como uísque", sugere Cunha.

Licor de amêndoas

Licor de amêndoas - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Licor de amêndoas
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Surgiu na Itália no começo do século 16 e, se você achou que as amêndoas deixam a bebida muito doce, achou errado: os bons rótulos têm amargor bem nítido. De acordo com o consultor, substitui bem ingredientes açucarados e acrescenta uma textura aveludada aos drinques.

St-Germain

St Germain French Spritz  - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
St Germain French Spritz
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Feito com flor de sabugueiro, é opção para quem busca sabores mais exóticos - e florais, claro. Combina bem com bebidas sem passagem por madeira, como cachaça branca, gim e vodca.