PUBLICIDADE
Topo

Lufthansa deixa 60% dos empregados em 'desemprego parcial' por coronavírus

Divulgação
Imagem: Divulgação

Da AFP

02/04/2020 10h38

A companhia aérea alemã Lufthansa colocará mais de 60% de seus funcionários em "desemprego parcial" para enfrentar a drástica queda do tráfego aéreo causada pela pandemia de coronavírus - anunciou o grupo nesta quinta-feira (2).

A Lufthansa "inscreveu, ou pensa em inscrever", 87.000 de seus 135.000 assalariados em dispositivos de desemprego parcial nos países onde opera, disse um porta-voz do grupo à AFP.

Na Alemanha, a medida afetará 62.000 empregados.

O grupo, que também é proprietário das companhias aéreas Austrian e Brussel Airlines, Eurowings e Swiss, foi duramente afetado pela COVID-19.

A pandemia de coronavírus provocou o fechamento quase total do setor em várias regiões.

A empresa alemã reduziu, consideravelmente, sua capacidade de transporte, ou seja, o número de assentos propostos em seus aviões, com apenas 5% em operação.

De suas 763 aeronaves, 700 estão em terra em vários aeroportos.