PUBLICIDADE
Topo

Podcast

UOL Corinthians

O podcast para os torcedores do timão


ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

UOL Corinthians #3: 'Clube é microcosmo do Brasil na pandemia' diz Milly

Do UOL, em São Paulo

16/03/2021 16h00

As polêmicas em torno dos protocolos de combate à covid-19 continuam rendendo no Corinthians. A ida de Jô e Otero a um resort e as férias de Gustavo Mosquito, devidamente registradas com fotos (e de gente sem máscara), além dos casos já registrados da doença no elenco fizeram o médico Ivan Grava pedir medidas mais rigorosas à diretoria. Descontente, ele deixou o clube, deixando os bastidores ainda mais turbulentos.

No podcast UOL Corinthians#3 (ouça na íntegra no episódio acima), o apresentador Pedro Lopes, a colunista Milly Lacombe e o setorista Yago Rudá falam sobre as polêmicas em torno do protocolo de segurança no Corinthians e como a diretoria lidou com estes problemas.

Rudá relatou que os episódios tiveram impacto negativo, o que movimentou os bastidores do clube do Parque São Jorge. "Isso não pegou bem internamente. Os três foram muito criticados. O Vagner Mancini [treinador] e o Duilio [Monteiro Alves, presidente] tiveram uma conversa com eles e ficou por isso. O fato é que alguns jogadores estavam desrespeitando os protocolos de segurança e o Ivan Grava [ex-médico do clube] cobrou a diretoria por mudanças, mas a diretoria não gostou disso", explicou o setorista.

"Acho lamentável que os bastidores do Corinthians estejam assim. Uma pena que o Grava tenha saído. Parece que ali tem um homem que estava mais pautado pela ciência do que os demais. Eu concordo com ele. Nenhum cuidado exagerado é pouco agora. O futebol não é uma coisa separada da sociedade. O Corinthians é um microcosmo do que acontece no Brasil hoje", opinou Lacombe.

Para a colunista, o clube deveria aproveitar o momento para conscientizar o público da importância de se respeitar as medidas de combate à covid-19. "Não dá para separar política do futebol, e o Corinthians é, talvez, o clube que mais saiba disso. Todas as vezes nas quais precisou tomar uma posição política, o Corinthians optou pelo lado certo. Agora existe uma grande chance de o clube ir para as redes sociais e fazer uma campanha. É matar no peito e chamar a responsabilidade para a instituição Corinthians", concluiu.

Ouça o podcast UOL Corinthians e saiba mais detalhes dos bastidores do clube.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir UOL Corinthians, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e YouTube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL