PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Mauro Cezar: Dirigentes do Palmeiras estão atirando para tudo quanto é lado

Do UOL, em São Paulo

26/10/2020 18h35

O Palmeiras segue sem a definição de um técnico após a saída de Vanderlei Luxemburgo e a opção do espanhol Miguel Angel Ramirez em permanecer até o fim da temporada no Independiente Del Valle. Enquanto isso, nomes como o de Gabriel Heinze seguem na pauta e outros são ventilados, como Sebastian Beccacece, atual treinador do Racing, que de acordo com a imprensa argentina teria negado uma oferta do clube brasileiro.

No podcast Posse de Bola #68, Mauro Cezar Pereira cita o caso de Beccacece, os nomes oferecidos por empresários e a forma como a indefinição de um rumo por parte dos dirigentes do Palmeiras abre a possibilidade de especulações e também a falta de uma linha de trabalho com a análise dos nomes que se encaixem ao desejado pelo clube, considerando que diferentes nomes de diversos perfis já foram citados.

"Vários nomes têm surgido, o fato é o seguinte, o tempo passou e até agora não vimos nenhum avanço com relação ao Gabriel Heinze, ou seja, o Palmeiras continua meio flutuando aí", diz Mauro Cezar.

"E o que me chama a atenção é o seguinte, para mim está muito claro isso, os dirigentes e não é só dirigente do Palmeiras, não, eles não conhecem jogador e nem técnico, eles não sabem quem são os caras, os perfis dos técnicos são distantes muitas vezes e procuram assim mesmo, eles estão atirando para tudo quanto é lado, é inacreditável", completa.

O jornalista avalia que a melhor opção para o Palmeiras teria sido esperar por Ramírez no início do próximo ano e seguir na temporada atual com um treinador do clube, como o interino Andrey Lopes ou até mesmo um treinador que trabalhe com as categorias de base, citando ainda o sucesso no trabalho do Alviverde em seus times de base e o aproveitamento este ano dos jovens atletas no time profissional.

"Cada vez mais me parece que a melhor opção para o Palmeiras teria sido acertar um acordo com o Ramírez para o ano que vem, para fevereiro, após a temporada, e se virar com o pessoal que está lá dentro do clube, o pessoal que está na base, pessoal que faz um trabalho muito bom na base do Palmeiras já há algum tempo, e tentar fazer uma transição para algo mais estruturado. O Miguel Angel Ramirez seria o cara até adequado para integrar o futebol do Palmeiras da base ao profissional, com uma definição, não digo rigorosamente igual, mas uma linha de trabalho, forma de jogar, preparar os garotos", diz Mauro.

"Quando você vê três, quatro jogadores da base do Palmeiras chegarem no profissional e irem bem, o técnico do profissional, no caso o Luxemburgo era o técnico, é elogiado. Claro, ele lançou os caras e os caras foram bem, ele tem mérito. Mas quem tem mais mérito é quem preparou esses garotos lá desde 12 anos de idade, 11 anos de idade, os moleques estão lá há anos no Palmeiras sendo preparados para quando chegar no profissional saber o que fazer, e a base do Palmeiras já há algum tempo joga de uma maneira diferente do que joga o time profissional com diferentes técnicos", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol