PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Medidas do governo dos EUA contra Covid-19 devem afetar lutadores do UFC

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

19/10/2021 19h19

Dana White já se pronunciou que não irá obrigar lutadores do UFC a tomarem a vacina contra a Covid-19. Mas algumas diretrizes do governo dos Estados Unidos em relação à doença e à vacinação deverão influir na organização dos próximos cards do Ultimate.

O site MMAJunkie publicou nesta terça-feira (19) sobre um memorando emitido por Hunter Campbell, um dos principais dirigentes da organização, no qual informa aos lutadores que deverão seguir as novas normas do governo americano relacionadas à vacinação contra o coronavírus e também para aqueles que poderão vir aos EUA lutar em eventos da entidade.

As novas regras, citadas na carta dos lutadores do UFC por Campbell, obrigarão a partir do dia 8 de novembro, que quem treina em outros países e tiver que viajar para os EUA terá que comprovar estar vacinado com uma das vacinas liberadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e terem cumprido todo o ciclo vacinal. Além de terem que comprovar, através de testes feitos em até 72 horas antes da viagem, que não tem Covid.

LEIA MAIS

+ Amanda Ribas fala da próxima luta no UFC, das incertezas da carreira e da adolescência como Judoca

+ Jorge Masvidal diz que 'fez' Leon Edwards assinar contrato para luta

“Esta, no entanto, NÃO É uma norma do UFC. O UFC não está obrigando a ninguém que se vacine. Apenas estamos comunicando as novas recomendações que serão implementadas pelo governo dos EUA”, diz parte do memorando.

As regras não se aplicarão ainda para os eventos que acontecerem antes desta data, casos do UFC 268 (dia 6 de novembro, em Nova York). Mas a partir do dia 8, passarão a valer para todos os que viajarem com destino aos Estados Unidos, incluindo lutadores e suas respectivas equipes. O que pode tornar as coisas mais complicadas para aqueles ainda não se vacinaram ou não pretendem fazê-lo no momento.

Para estes que terão que participar de cards a partir da data desejada, o memorando recomenda que tentem viajar aos EUA antes do dia 8 ou consigam uma permissão especial para viajar a tempo de poderem tomar parte dos eventos realizados desde o começo das normas.

O primeiro card da organização já dentro das novas normas será o UFC Vegas 42, dia 13 de novembro, com Yair Rodríguez e Max Holloway na luta principal e quatro brasileiros (Danilo Marques, Thiago Moisés, Philipe Lins e Marcos Pezão)

Futebol