PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

'Durinho' explica preferência em encarar Edwards e promete perturbar Diaz

Gilbert Durinho, atleta do UFC - Jeff Bottari/Zuffa LLC
Gilbert Durinho, atleta do UFC Imagem: Jeff Bottari/Zuffa LLC

Carlos Antunes, no Rio de Janeiro (RJ)

Ag. Fight

23/07/2021 06h00

Após ser dominante e superar Stephen Thompson no UFC 264, Gilbert 'Durinho' retomou o caminho das vitórias em grande estilo e já está de olho no que vem pela frente. Com o foco de chegar novamente a uma disputa de cinturão dos meio-médios (77 kg), o brasileiro disparou uma série de desafios nas redes sociais contra alguns dos principais nomes da categoria. Porém, o atleta pontou seu alvo preferido.

O nome em questão é do britânico Leon Edwards, atual número três do ranking da divisão. Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight (clique aqui), o atleta natural de Niterói (RJ) explicou o motivo de escolher o europeu como o melhor oponente para manter sua série de triunfos na franquia. Além disso, o faixa-preta de jiu-jitsu, que vai voltar aos treinos na próxima semana, citou possíveis datas para seu retorno.

"Leon Edwards é a luta que me coloca de novo no cinturão, é a luta que eu quero. Mas ele não falou nada, antes da luta estava falando besteira aí eu falei: 'Vamos atirar para tudo quanto é canto'. Atirei para todos e todo mundo desviou, pessoal tomou tiro e não sentiu. A preferência é ele, mas nunca escolhi luta e não vai ser agora. Vamos ver quem vai ser o próximo. O Ali Abdelaziz, meu empresário já está em conversa com o UFC para pegar meu próximo oponente. Se for uma luta de três rounds para outubro se for cinco, pedi para novembro", afirmou o ex-desafiante ao cinturão.

"Ele (Edwards) é o cara mais duro da categoria. Ele é o três e tem várias vitórias. É interessante para mim enfrentar um cara que vive em um momento tão bom assim. Deu tudo errado, perco uma posição e ganhando bem, arrumando um nocaute ou finalização eu fico bem para o cinturão. É a luta que mais me interessa agora", concluiu.

Outro competidor mencionado por 'Durinho' em seus desafios é de Nate Diaz. O brasileiro e o 'bad boy' costumam trocar provocações nas redes sociais e agora não foi diferente. Embora admita ter pouca esperança que essa luta saia do papel, o número dois do ranking da categoria adiantou que vai seguir nas alfinetadas ao desafeto.

"Acho que essa luta não sai não. É um jogo bem ruim para ele. Se eu colocar para baixo amasso ele, se ficar em pé, é mais perigoso, porque tem envergadura maior, mas se acertar umas mãozadas eu consigo um knockdown. Mas ele estava falando muita besteira, eu estava engasgado ali. Desde a luta com o Kamaru ele estava falando, depois da luta com o Dan Hooker também. Se está falando muito, vamos lutar então. O bicho é o gangster da parada, mas quando falo para lutarmos ele nega, diz que prefere lutar com outro. Vou ficar pentelhando ele, vou perturbá-lo. Estou me divertindo, zoando esses caras. Fiquei de regime de rede social que deu saudade de voltar (risos)", explicou.

No UFC desde 2014, Gilbert 'Durinho' atravessou seu melhor momento na organização entre 2018 e 2020, quando emplacou uma sequência de seis vitórias. Atualmente, o faixa-preta de jiu-jitsu se encontra na segunda posição no ranking dos meio-médios e possui triunfos marcantes sobre Demian Maia, Gunnar Nelson, Stephen Thompson e Tyron Woodley. No MMA, o atleta levou a melhor em 20 lutas e perdeu quatro vezes.

MMA