PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Michel Pereira sobre tapa em rival: 'Aprender a não desrespeitar os outros'

O lutador Michel Pereira comemora a vitória sobre Zelim Imadaev, no UFC Las Vegas - Reprodução/Facebook/UFC
O lutador Michel Pereira comemora a vitória sobre Zelim Imadaev, no UFC Las Vegas Imagem: Reprodução/Facebook/UFC

Ag. Fight

Ag. Fight

06/09/2020 16h18

Acostumado a apresentar golpes inusitados em suas lutas, Michel Pereira acrescentou uma nova arma ao seu arsenal na noite de ontem, ao enfrentar Zelim Imadaev, no card do UFC Las Vegas 9.

O brasileiro — que durante as encaradas pré-evento levou um tapa, aparentemente sem justificativa, do rival — fez questão retribuir o gesto dentro do octógono e incluir o ataque com a mão aberta no rosto do russo, em momentos específicos do combate.

Adepto dos golpes plásticos, o 'showman' brasileiro dominou amplamente o duelo, apostando em um estilo de luta menos acrobático e mais eficiente, mas não menos empolgante. Ao final do terceiro assalto, após um verdadeiro passeio, o paraense conquistou a vitória por finalização, ao aplicar um mata-leão.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight logo após o confronto (veja acima ou clique aqui), Michel admitiu que se irritou com a atitude de Imadaev e destacou a importância de retribuir 'na mesma moeda' para ensinar uma lição ao russo.

"Sim (o tapa na cara da pesagem me irritou muito). Eu falei para todos os meus amigos, falei para os meus treinadores, que eu iria descontar aquele tapa na luta. E fui lá e descontei. Dei vários tapas nele, ele estava merecendo. Um cara que não merece que a gente seja humilde com ele, então, eu fiz o que fiz na luta. Dei vários tapas nele, que é para ele aprender a não desrespeitar os outros", comentou Michel.

Além de se vingar do russo e roubar a cena no UFC Las Vegas com sua performance, Michel Pereira provavelmente garantiu também a sua permanência na principal organização de MMA do planeta.

A vitória em sua última luta do contrato, após sofrer duas derrotas consecutivas, deve fazer com que o UFC negocie a renovação contratual do meio-médio (77 kg) brasileiro.

MMA