PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Khabib questiona suposta oferta de mais de R$ 400 mi para encarar McGregor

Khabib Nurmagomedov comemora vitória no UFC - Christopher Pike/Reuters
Khabib Nurmagomedov comemora vitória no UFC Imagem: Christopher Pike/Reuters

Ag. Fight

04/02/2020 17h55

Apesar de ter sua próxima defesa do cinturão peso-leve (70 kg) marcada para o dia 18 de abril, diante de Tony Ferguson, na luta principal do UFC 249, Khabib Nurmagomedov não consegue escapar das especulações sobre uma possível revanche contra Conor McGregor. Recentemente, Ali Abdelaziz - empresário do russo - revelou ao site 'TMZ Sports' ter uma proposta de 100 milhões de dólares (cerca de R$ 426 milhões) de pessoas da Arábia Saudita para que seu cliente enfrente novamente o irlandês.

Em entrevista coletiva em seu país natal, Khabib, no entanto, demonstrou pouco interesse na oferta e aproveitou para cutucar o desafeto. O campeão dos leves questionou a racionalidade da proposta milionária, tendo em vista que, em sua opinião, já provou ser o melhor lutador ao derrotar McGregor no primeiro duelo entre eles, realizado em outubro de 2018. O russo ainda sugeriu que o dinheiro, que supostamente seria oferecido para garantir a realização da revanche, fosse doado para outras modalidades que necessitem do apoio financeiro.

"Por que eu precisaria dessa quantidade de dinheiro? Existem muitas organizações. Por exemplo, não existe somente o futebol para cegos, existe o sambo, e outros esportes. Deixe o UFC dar (o dinheiro) para eles, se eles não sabem o que fazer com o dinheiro. Mas dar-me 100 milhões de dólares para bater de novo naquele idiota? Eu não acho que isso seja racional", declarou Khabib, antes de continuar.

"Todo mundo viu o que aconteceu no octógono (contra McGregor). Eu controlei a luta durante cada passo. Eu fiz tudo que eu queria com ele. Ele até mesmo desistiu. Como nós podemos discutir uma revanche? Nós podemos apenas falar sobre continuar com as festividades e fazer dinheiro. A questão é: 'Eu quero isso?'. Estou focado no Tony Ferguson. O que vai acontecer depois da luta (contra Ferguson), ninguém sabe. Eu não me preocupo com isso. Isso (revanche com McGregor) é o que o UFC quer. Eu estou surpreso que as pessoas ainda me perguntem sobre uma revanche. Parece que as pessoas querem continuar com as festividades depois da luta", finalizou o russo, de acordo com a tradução do site 'RT Sport'.

A enorme rivalidade entre Khabib e Conor se alastrou para suas respectivas equipes, a ponto de após o confronto entre eles - vencido pelo russo por finalização - uma briga generalizada ter tomado conta do octógono do UFC 229, realizado em Las Vegas (EUA). No entanto, o potencial promocional de uma revanche sempre atraiu a atenção da organização, e o próprio Dana White - presidente do Ultimate - já manifestou interesse em casar novamente este combate no futuro próximo.

MMA