PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Shogun retorna em card que pode marcar despedida de Hunt, diz site

O lutador brasileiro Maurício Shogun - Matthew Stockman/Getty Images
O lutador brasileiro Maurício Shogun Imagem: Matthew Stockman/Getty Images

Ag. Fight

27/09/2018 07h00

Um ícone do MMA brasileiro já tem data para retornar aos octógonos. Mauricio Shogun enfrentará Tyson Pedro para tentar se recuperar de derrota em seu último confronto, de acordo com o site da ESPN norte-americana. O card do UFC será realizado no dia 1º de dezembro, na Austrália.

Conforme reportagem, o contrato ainda não foi oficializado, mas ambas as partes estão dispostas a fechar negócio. Caso venha a acontecer, o confronto será um duelo de dois atletas que buscam redenção após perderem seus últimos confrontos. Shogun foi nocauteado por Anthony Smith em julho, e Tyson foi finalizado por Ovince St. Preux em junho deste ano.

Ex-campeão dos meio-pesados (93 kg), Shogun vinha de uma sequência de três vitórias seguidas que o colocaram como possível desafiante ao cinturão de Daniel Cormier. No entanto, o nocaute sofrido em apenas 39 segundos diante de Smith afastou de vez uma chance de o atleta de 36 anos disputar o título da divisão novamente.

O evento que abre o mês de dezembro também pode contar com a presença de um ex-desafiante ao título, só que dos pesos-pesados. Pouco menos de duas semanas após ser finalizado no card realizado na Rússia, Mark Hunt já possui outro compromisso com o Ultimate. Também de acordo com o site da ESPN, The Super Samoan enfrentará o americano Justin Willis também no card da Austrália.

Caso venha a acontecer, a luta pode ser a despedida do ex-concorrente ao título dos pesos-pesados dentro do UFC. Isso porque o neozelandês só possui mais um confronto em seu contrato com a organização, e no que depender da relação entre as duas partes, uma renovação é pouco provável.

Em suas redes sociais, Willis confirmou o combate contra Hunt. O jovem americano não perde desde 2012 e vem de sete vitórias seguidas.

Já Mark, aos 44 anos e em decadência, vem de duas derrotas consecutivas. Apesar dos indicadores da realização das lutas, o UFC ainda não divulgou oficialmente nenhum dos duelos que envolvem os veteranos neozelandês e brasileiro.

MMA