PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Dana White escreve carta para explicar remoção de Hunt do UFC Austrália

Dana White - Michael Reaves/Getty Images
Dana White Imagem: Michael Reaves/Getty Images

Ag. Fight

31/10/2017 14h15

Mark Hunt foi substituído por Fabrício Werdum no UFC Austrália, que acontecerá no próximo dia 18 de novembro, em Sydney. Depois de xingar Dana White pela decisão e garantir que só soube do cancelamento de sua luta através da imprensa, o neozelandês acusou o cartola de mentir e afirmou que só foi removido do card devido a um processo que mantém contra a organização. Por isso, para colocar um ponto final no assunto, Dana White, presidente do Ulyimate, escreveu uma carta aberta para explicar o real motivo para a dança das cadeiras na luta principal dos peso-pesados: proteger a saúde dos seus atletas.

O lutador afirmou que realizou todos os exames necessários com médicos indicados pela organização e passou. Contudo, White escreveu que Hunt nunca esteve apto para atuar no evento que acontecerá em Sydney e que está preocupado com a sua saúde mental. Além disso, pensando no bem-estar do neozelandês, o cartola ainda ofereceu uma consulta em um dos melhores centros de tratamento cerebral do mundo, mas viu a sua oferta recusada pelo atleta. Leia na íntegra a carta escrita pelo presidente do UFC, ao site 'Daily Telegraph', abaixo:

"Mark Hunt nunca esteve apto para lutar com Marcin Tybura, em Sydney, Austrália, em novembro. Ponto. E as suas manifestações dizendo que está não são verdade. Vou dizer o que eu sei. Mark Hunt recentemente escreveu para um site australiano e descreveu sérios sintomas.

Ele disse que estava começando a gaguejar e com dificuldades para pronunciar palavras. Ele disse que não estava dormindo bem. Ele disse que não conseguia se lembrar o que tinha feito no dia anterior.

Isso nas palavras dele, ele mesmo disse isso, mas agora ele está dizendo que foi tirado de contexto. Como você pode dizer que suas próprias palavras estão fora de contexto? Então, sabe o que eu fiz? Minha equipe entrou em contato com o empresário dele e ofereceu um voo de primeira classe para o centro de tratamento Lou Ruvo Brain, em Las Vegas (EUA) - que é o melhor do mundo em pesquisa cerebral - para fazer os exames. E sabe o que aconteceu? Ele simplesmente recusou.

Como eu posso colocar um cara que tem esses sintomas que ele descreveu de volta ao octógono sem nenhum exame adicional? Eu não vou fazer isso. Então, eu fiz a única coisa que estava ao meu alcance, o tirei do evento que marcaria a sua luta apenas nove semanas depois dele ter escrito a sua coluna, para que ele possa procurar um especialista. E vale lembrar que, para este evento, eu já tinha assinado contratos e gastei muito dinheiro de marketing e publicidade, então foi uma grande perda. Mas foi o certo a se fazer.

Então, depois disso tudo, Mark está dizendo que eu o tirei e estou guardando rancor, porque ele me processou. Deixa eu perguntar: Eu o escalei para duas lutas adicionais, incluindo uma onde ele seria o evento principal? Ou paguei a ele 1,645 milhões de dólares , incluindo 50 mil dólares como um bônus de Luta da Noite e mais 25 mil dólares como bônus? Tudo isso foi DEPOIS do processo, então como alguém pode dizer que eu tenho problemas com ele?

Fim de papo, meu trabalho é colocar os melhores lutadores do mundo para se enfrentar e os proteger deles mesmo. Eu entendo, eles são lutadores e querem lutar. Mas isso só funciona quando a segurança vem em primeiro lugar e esse sempre foi o meu objetivo: promover um nível de jogo seguro e um ambiente regulamentado para os nossos lutadores competirem. Eu faço isso por quase 20 anos, e não vou parar agora".

Com a mudança no UFC Sydney, Marcin Tybura enfrentará Fabrício Werdum na luta principal da noite. A última vez em que Hunt esteve no octógono foi em junho passado, quando nocauteou Derrick Lewis e garantiu o prêmio bônus de luta da noite.

MMA