PUBLICIDADE
Topo

Chelsea

Premier League aprova compra do Chelsea por Todd Boehly

Todd Boehly (centro), acompanha jogo do Chelsea contra o Wolves - Catherine Ivill/Getty Images
Todd Boehly (centro), acompanha jogo do Chelsea contra o Wolves Imagem: Catherine Ivill/Getty Images

24/05/2022 16h51

A Premier League aprovou nesta terça-feira (24) a compra do Chelsea pelo grupo dirigido pelo empresário americano Todd Boehly, anunciou em comunicado a entidade que organiza a elite do futebol inglês.

Boehly fez no dia 7 de maio uma oferta de 4,25 bilhões de libras (R$ 25,67 bilhões, na cotação atual) para adquirir o clube londrino, propriedade do oligarca russo Roman Abramovich desde 2003.

A venda ainda depende da aprovação do governo britânico, ressaltou a Premier League.

Um porta-voz do primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, tinha declarado que o governo "colabora estreitamente com o clube" para fechar a venda.

Em meio a problemas desde a invasão do exército russo na Ucrânia, Abramovich, alvo de sanções de Londres, colocou o Chelsea à venda no dia 2 de março, insistindo que não reivindicaria o reembolso dos empréstimos contraídos pelo clube ao longo dos seus 19 anos à frente do mesmo, e que todos os lucros da operação iriam para as vítimas da guerra.

Ao término de um longo processo de leilão envolvendo vários grupos, o de Boehly e seus sócios foi o escolhido pelo banco Raine Group de Nova York, que supervisiona a venda.

Entre os investidores também estão Mark Walter, co-proprietário dos Dodgers, franquia de beisebol de Los Angeles; o milionário suíço Hansjoerg Wyss, fundador da empresa de fabricação de material médico Synthes, e a sociedade americana de investimentos Clearlake Capital.

Abramovich comprou o Chelsea em 2003 por 140 milhões de libras (o equivalente a R$ 845,5 bilhões na cotação atual).

Graças ao suporte econômico do oligarca russo, o clube, antes no segundo escalão do futebol inglês, se tornou um dos maiores da Europa, conquistando cinco vezes a Premier League e duas Ligas dos Campeões (2012 e 2021).

Nesta temporada, o time terminou o Campeonato Inglês em terceiro e se classificou para a próxima Champions.

Chelsea