PUBLICIDADE
Topo

Paparazzi

Ciúme de Yasmin Brunet fez Medina se afastar de amigos, diz jornal

Yasmin Brunet e Gabriel Medina em Tulum, no México - Lucas Pinhel
Yasmin Brunet e Gabriel Medina em Tulum, no México Imagem: Lucas Pinhel

Do UOL, em São Paulo (SP)

28/01/2022 15h43

O término da relação entre Gabriel Medina e Yasmin Brunet segue dando o que falar. De acordo com o jornal 'Extra', o relacionamento entre os dois fez com que o surfista se afastasse de vários amigos por causa de ciúme por parte da modelo.

A publicação afirma que dos 308 usuários que Medina segue no Instagram, apenas quatro são mulheres: a surfista Silvana Lima, que é casada, a adolescente Rayssa Leal, a cunhada Bruna Bordoni e Anielle Tchkmenian, amiga de Yasmin.

Além disso, Gabriel Medina se afastou de muitos amigos de infância — como revelou Flávio Nakagima em um post ontem nas redes sociais, que já foi apagado por conta da repercussão.

O relacionamento também não era bem visto por parte da família de Medina, sua mãe Simone Medina, e seu padrasto Charles, eram totalmente contra a relação.

Relembre a relação

Gabriel Medina e Yasmin Brunet começaram a se seguir no Instagram em março de 2020. No dia 13 daquele mês, eles foram vistos juntos em um bar de São Paulo — foram flagrados aos beijos e abraços.

Após o governo decretar quarentena por causa da pandemia de covid-19, eles passaram o período de isolamento social juntos. No mesmo período, Yasmin postou um vídeo do cachorro de Medina e eles não esconderam mais o relacionamento.

A modelo passou a morar na casa do surfista em Maresias, no litoral norte de São Paulo, mas, por causa da pandemia, ela não foi apresentada à família dele, o que incomodou Simone. Para tentar aproximar a mãe e a então namorada, Medina levou a família para uma viagem às Maldivas, onde as diferenças entre Simone e Yasmin ficaram mais evidentes.

Yasmin não come carne e incentivou Gabriel Medina a fazer o mesmo, enquanto a mãe achava que isso atrapalharia a carreira do filho. Simone também se diz muito devota à religião (ela é evangélica) e se incomodava com a espiritualidade de Yasmin.

Com o clima azedo, Gabriel foi fuçar os documentos da empresa que ele mantinha com a mãe, onde entrava todo o dinheiro da carreira dele, e descobriu que Simone tirava quase R$ 300 mil ao mês. Quando avisou que reduziria a "mesada" para R$ 200 mil, entrou em grave conflito com a mãe. Nesse rolo, Gabriel também descobriu que a mãe havia contraído empréstimos no nome da empresa.

Enquanto rompia com a família, Gabriel vivia um conto de fadas com Yasmin. Em menos de um ano, eles subiram ao altar em uma cerimônia no Havaí. Charles e Simone não foram avisados. Claudinho, sim. Deu a benção ao casal em ligação de vídeo.

Incomodada, a mãe veio a público dizer que Gabriel vivia uma relação controladora e que a modelo era a responsável pelo afastamento dos filhos. Além de Gabriel, também Felipe Medina rompeu com a mãe, em um conflito paralelo também envolvendo relação conjugal.

Amparado por Yasmin, Gabriel estourou a corda antes dos Jogos Olímpicos de Tóquio cobrando publicamente que o COB autorizasse a esposa dele a ir ao Japão como oficial técnico — na falta de atuação da Confederação Brasileira de Surfe, o COB havia permitido que cada surfista indicasse uma pessoa para a "comissão técnica" da seleção. Medina inicialmente levaria Charles, depois trocou para o técnico australiano Andy King, e em uma terceira etapa optou por Yasmin. O COB disse que era tarde demais e credenciou King.

Depois, Yasmin esteve in loco, na praia de Lower Trestles, em San Clemente, na Califórnia, prestigiando Medina em seu título no ano passado. Ela ficou bastante emocionada com o feito. Por influência dela, o surfista passou a se relacionar muito melhor com os demais brasileiros que correm o circuito mundial.

Paparazzi