PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Neto critica M. Souza: 'Não foi você que foi lá com camisa 17? Aguenta'

Maurício Souza e Eduardo Bolsonaro - Reprodução/Instagram
Maurício Souza e Eduardo Bolsonaro Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

27/10/2021 13h39

Apresentador e comentarista da TV Band, Neto voltou a comentar a polêmica envolvendo a publicação homofóbica de Maurício Souza, do Minas Tênis Clube e da seleção brasileira de vôlei. O ex-jogador criticou o atleta por seu posicionamento e disse que ele deve se responsabilizar pelo que disse e "aguentar as pancadas"

Neto afirmou que o pedido de desculpas do jogador é o que o deixa mais irritado e recordou que Maurício Souza visitou o presidente Jair Bolsonaro e entregou uma camisa da seleção brasileira de vôlei para o deputado federal Eduardo Bolsonaro.

"Eu vi hoje, o Maurício, que foi homofóbico mesmo no que ele falou em relação ao Super Homem. Quem falou que o Hulk é hétero? Que Jesus é? Quem falou que hétero só que pode mandar no mundo? Quem falou que o Super Homem não pode ser bissexual? Quem falou? Onde está escrito isso? Na pedra de Moisés? Quem disse? Que a Mulher Maravilha não pode ser? O que eu mais fico bravo com esses caras, é que vocês não garantem, não tem saco para aguentar o que vocês escrevem, o que vocês falam. Na televisão e no Instagram", disse Neto no "Os Donos da Bola", hoje.

"E aí, vem pedir desculpa agora. 'Ai, me desculpa'. Não, se você pensa assim, vai até o final. Porque aqui é democracia, meu irmão. Aí, o Minas tira o cara, pede não sei o quê, aí pede desculpinha? Não vai pedir desculpinha não. Aguenta firme as pancadas que você está tomando aí. Os caras te dando na goela. Aguenta. Não é você que foi lá com a camisa 17? Então aguenta. Aguenta firme. Eu aguento firme as pancadas. E, para mim, o Super Homem é gay. Pronto. Para mim, ele é gay porque ele voa. E não tem problema nenhum", completou.

Entenda o caso

Maurício Souza criticou a revelação de que o atual Superman, Joe Kent, é bissexual: "Ah, é só um desenho, não é nada demais. Vai nessa que vai ver onde vamos parar". Em 'resposta', Douglas Souza, companheiro de Maurício na seleção brasileira, rebateu a publicação.

"Engraçado que eu não 'virei heterossexual' vendo os super-heróis homens beijando mulheres. Se uma imagem como essa te preocupa, sinto muito, mas eu tenho uma novidade para sua heterossexualidade frágil. Vai ter beijo sim. Obrigado DC por pensar em representar todos nós e não só uma parte."

A 'tréplica' de Maurício veio alguns minutos depois: "Para cima de mim não! Aqui é frágil igual esticador de canto de cerca!", escreveu ele em uma foto com a seguinte frase: "Hoje em dia o certo é errado e o errado é certo. Não se depender de mim. Se tem que escolher um lado, eu fico do lado que eu acho certo. Fico com minhas crenças, valores e ideais".

maurício souza - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Maurício Souza
Imagem: Reprodução/Instagram

Maurício se retrata após ser afastado pelo Minas

Após muita repercussão, que incluiu posicionamentos contrários e favoráveis a Maurício de atletas das seleções masculina e feminina de vôlei, e pressão dos principais patrocinadores, o Minas Tênis Clube decidiu afastar o jogador por tempo indeterminado. Além disso, o atleta foi multado e orientado a fazer uma retratação pública imediata.

Em seu perfil oficial no Twitter, o atleta disse que tem refletido muito sobre o tema e escreveu, sem dizer o porquê:

"Pessoal, após conversar com meus familiares, colegas e diretoria do Clube, pensei muito sobre as últimas publicações que eu fiz no meu perfil. Estou vindo a público pedir desculpas a todos a quem desrespeitei ou ofendi, esta não foi minha intenção. Tenho refletido muito e reitero minhas desculpas pelo posicionamento".

UOL Esporte vê TV