PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Comentaristas de arbitragem veem Grêmio prejudicado com pênalti no fim

Sandro Meira Ricci, comentarista de arbitragem do Grupo Globo - Reprodução/SporTV
Sandro Meira Ricci, comentarista de arbitragem do Grupo Globo Imagem: Reprodução/SporTV

Colaboração para o UOL, em São Paulo

24/01/2021 21h43

Em jogo válido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, hoje, o Inter venceu o Grêmio por 2 a 1, de virada, com direito a um gol de pênalti no último minuto para os colorados. Na opinião dos comentaristas de arbitragem Sandro Meira Ricci, do Grupo Globo, e Carlos Eugênio Simon, dos canais Disney, a penalidade não deveria ser marcada.

Na transmissão da partida no Premiere, Sandro Meira Ricci opinou que, como a bola bate na costela de Kannemann antes de tocar na mão, a falta não deveria ser marcada.

"Eu não marcaria essa penalidade. A bola bate na costela e depois no braço dele", disse o comentarista.

Simon afirmou que os gremistas têm razão em reclamar da penalidade e ressaltou que o erro não foi apenas de Luiz Flávio de Oliveira, mas também do VAR por não ter chamado o árbitro de campo.

"O Luiz Flávio de Oliveira se equivocou. Não foi pênalti. Para mim, a bola pega no peito e no braço. O braço não está em posição antinatural, nem acima do ombro e nem há intenção deliberada para interceptar a bola. Não houve penalidade. O Grêmio reclama e reclama com razão. Errou o árbitro de campo e o VAR", declarou em participação no SportSCenter, da ESPN Brasil, hoje.

Situação no Brasileirão

Com a vitória, o Inter garantiu a liderança do Brasileirão, agora com 62 pontos, quatro a mais que o São Paulo, vice-líder da competição. O Grêmio, com 51 pontos, permanece na sexta colocação.

UOL Esporte vê TV