PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Casão diz que goleada do Inter é 'bomba atômica': 'Deixa sequelas'

Casagrande, comentarista do Grupo Globo - Reprodução/Globo
Casagrande, comentarista do Grupo Globo Imagem: Reprodução/Globo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/01/2021 09h23

O comentarista Walter Casagrande, do Grupo Globo, afirmou que a goleada do Inter por 5 a 1 sobre o São Paulo, ontem, no Morumbi, foi como uma bomba atômica para o time paulista. O ex-jogador explicou sua analogia, dizendo que um resultado como este deixa poucos sobreviventes e quem sobrevive, carrega sequelas.

"Hoje caiu uma bomba atômica no Morumbi. (Quando cai) uma bomba atômica, sobrevivem poucas pessoas, e as que sobrevivem têm sequelas", disse Casão ao fim da transmissão da partida, na TV Globo.

"Eu sempre dei valor ao lado emocional e psicológico, no mesmo patamar de técnico e tático. Você vê como o São Paulo está descontrolado emocionalmente, tomou três gols em seguida. Quando seu time está bem emocionalmente, mesmo perdendo, você toma o terceiro, não toma o quarto, quinto, podia ter tomado o sexto. O São Paulo ficou entregue. Poderia ter acontecido uma goleada histórica no Morumbi, ainda mais catastrófica", continuou o comentarista.

Na opinião de Casagrande, o técnico Fernando Diniz perdeu o controle do grupo após discutir com Tchê Tchê durante a derrota do time para o Red Bull Bragantino.

"Na segunda falamos que há quatro partidas eram sete pontos de diferença, agora são dois pontos atrás do Inter. O São Paulo despencou. Eu acho que o Diniz perdeu o controle do grupo após a discussão com o Tchê Tchê. Ninguém gosta de ser xingado, e os jogadores também. Eu não acho que ficou tão bem resolvido assim", completou.

Com a derrota, o São Paulo foi superado pelo Inter na classificação do Campeonato Brasileiro. Agora, o time gaúcho é o líder da competição com 59 pontos, dois a mais que os paulistas, que tem 57.

UOL Esporte vê TV